Tribunal condena jacarezinhense a 22 anos e 6 meses de prisão

Matou por por motivo torpe (vingança) e uso de recurso que impossibilitou a defesa 

 

O previsível aconteceu e o Tribunal do Júri de Jacarezinho condenou a 22 anos e 6 meses de prisão um homem de 30 anos denunciado pelo Ministério Público  por dois crimes: homicídio qualificado consumado e tentativa de homicídio qualificado.

Conforme a denúncia, os crimes ocorreram em 24 de junho de 2019, quando o réu atingiu as vítimas (dois irmãos) com disparos de arma de fogo em via pública. Uma delas morreu, enquanto a outra sobreviveu por ter recebido socorro médico a tempo. O motivo teria sido vingança – um terceiro irmão das vítimas teria brigado com um primo do criminoso e o ferido com golpes de faca.

Os jurados acolheram as teses do MP, considerando tanto o homicídio consumado quanto o tentado como duplamente qualificados: por motivo torpe (vingança) e praticados com uso de recurso que impossibilitou a defesa das vítimas (surpresa).

O réu está preso na cadeia pública de Jacarezinho e não poderá recorrer em liberdade.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.