Suspensa licitação para compra em Guapirama

Cautelar homologada na sessão do Tribunal Pleno

A previsão de participação exclusiva de microempresas (MEs) e empresas de pequeno porte (EPPs) regionais, com sede nos municípios que integram a Associação dos Municípios do Norte Pioneiro (Amunorpi), levou o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) a emitir medida cautelar que suspende licitação do Município de Guapirama.

O objeto era o registro de preços para aquisição de materiais de expediente e papelaria, para diversos departamentos da administração pública, a serem adquiridos no decorrer de 12 meses, conforme a necessidade.

A cautelar foi concedida pelo conselheiro Fábio Camargo no dia 3 de julho; e homologada depois na sessão do Tribunal Pleno  desse mês.

O TCE-PR acatou representação formulada pela empresa Marcelo Ricardo Volpini Papelaria e Informática – ME em face do edital do Pregão Presencial nº 44/2017 autorizado pelo prefeito Pedro Oliveira(foto). O representante alegou que o edital afronta a isonomia e restringe a competição ao prever a participação exclusiva de MEs e EPPs regionais, com sede nos municípios da Amunorpi.

Segundo a representação, não há previsão legal para contratação exclusiva dessas empresas; e em 30 de junho, quando houve a abertura da licitação, o pregoeiro desclassificou todas as empresas que não eram sediadas nos municípios da Amunorpi.

O conselheiro do TCE-PR afirmou que não há previsão legal para licitação exclusiva de MEs e EPPs locais ou regionais, mas sim prioridade na sua contratação até o limite de 10% em relação à melhor proposta, como estabelece o parágrafo 3º do artigo 48 da Lei Complementar nº 123/06.

Assim, o relator considerou necessária a suspensão da licitação no estado em que se encontra, pois é iminente a homologação pregão, o que parece inviabilizar a obtenção da proposta mais vantajosa para a administração.

O Tribunal determinou a intimação do Município de Guapirama e do pregoeiro do município, João Ricardo Xavier Dias, para o cumprimento da decisão e apresentação de justificativas em relação às irregularidades apontadas em até 15 dias.

 

 

 

Você terminou a leitura
Compartilhar essa notícia
Escrever um comentário

Últimas notícias

Zezão recebe o prêmio Prefeito Empreendedor
12 de agosto de 2022

Premiação ocorreu no 1° Encontro de Lideranças e Inovação do Norte Pioneiro O prefeito de

Morte de professores: velório será conjunto em quadra de Igreja
12 de agosto de 2022

Casal falecido deixou uma filha única de 14 anos https://youtu.be/25FL1DmxvnY Sete pessoas morreram e outras

PM prende bêbado dirigindo em Jacaré
12 de agosto de 2022

Não possuía habilitação para dirigir Nesta terça-feira (09), por volta das 23 horas, a Polícia

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.