Parque Industrial de Tomazina terá unidade de energia solar

Prefeitura intermedia com investidores internacionais

Na Semana do Meio Ambiente,Tomazina recebe uma notícia que pode tornar a cidade um exemplo nacional na geração de energia limpa e renovável. O prefeito Flávio Zanrosso realizou no fim da tarde desta quinta-feira, dia sete, em Curitiba, a primeira reunião com representantes de investidores chineses e alemães para tratar da construção de uma unidade de energia fotovoltaica – energia solar – em Tomazina.

O objetivo inicial do projeto é que o novo empreendimento funcione na área destinada ao Parque Industrial da cidade.

Essa é uma tendência mundial e será um grande diferencial competitivo para Tomazina, neste momento em que o Brasil precisa ampliar suas fontes de energia e há a possibilidade de investimentos externos”

A iniciativa pode ser um divisor de águas no desenvolvimento industrial de Tomazina, uma vez que ao dispor dessa fonte de energia alternativa, limpa, mais barata e renovável – chamada energia de autoconsumo -,que também é integrada às redes tradicionais de distribuição, Tomazina cria um grande diferencial na atração de novas empresas para a cidade, pois elas poderão ter economia na conta elétrica e isenções fiscais previstas legalmente para casos como este.

Os painéis, de tecnologia chinesa, funcionam mesmo quando o tempo está nublado ou chuvoso, por meio de células fotovoltaicas, normalmente feitas de silício. Quando excitadas pelo sol, os elétrons dessas células geram energia elétrica.

Como destaca o Diretor de Planejamento da FAAD, Fernando Filho “essa é uma tendência mundial e será um grande diferencial competitivo para Tomazina, neste momento em que o Brasil precisa ampliar suas fontes de energia e há a possibilidade de investimentos externos”, destacou.

Para Zanrosso “queremos que Tomazina sai na frente, vamos agarrar essa oportunidade e criar infraestrutura de ponta para nossas empresas. Esse é um ciclo que deve trazer benefícios e empregos por muitos anos em nossa cidade”, lembrou o prefeito. Outro município paranaense que avança na instalação de unidades de energia solar é Palmeira, na região dos Campos Gerais, que já está recebendo 62 milhões em investimentos.

A prefeitura de Tomazina também colocou em prática duas outras medidas sustentáveis: papel reciclado nos documentos oficiais e uso de tipologia – tipo de letra “Sprang Eco Font” -, que gera economia de tinta. Além da energia solar que avança agora, o executivo estuda também a instalação de cisternas nos prédios públicos, para reuso das águas da chuva.

Você terminou a leitura
Compartilhar essa notícia
Escrever um comentário

Últimas notícias

Frustrada tentativa de roubo em Joaquim Távora (vídeo)
16 minutos atrás

Platinense foi preso pela PM na sequência https://youtu.be/yllfxFdA_YM?t=4   Exclusivo: Uma frustrada tentativa de roubo

Casa do Artesão está na 50ª EFAPI (vídeo)
17 minutos atrás

A Casa do Artesão Platinense é o centro de referência do artesanato municipal e um

Mecânica de Cambará tinha carro furtado
2 horas atrás

Suspeitos  de receptar veículo alegam desconhecimento   A Equipe recebeu denúncia anônima de que numa

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.