Paraná repassa R$ 3,30 milhões para combater a dengue

Recursos variam de R$ 18 mil a R$ 200 mil 

O Governo do Paraná autorizou nesta sexta-feira (28) a primeira parte do incentivo financeiro de R$ 3,301 milhões para ações de enfrentamento da dengue em 118 cidades.

A Secretaria de Estado da Saúde vai repassar o valor diretamente aos Fundos Municipais de Saúde, a partir da Resolução (190/2020) assinada pelo secretário da Saúde, Beto Preto. A previsão é de iniciar as transferências para as contas dos municípios já nesta terça-feira (3).

Além das estratégias e ações promovidas em todo Paraná, precisamos da participação da população na eliminação dos criadouros do mosquito transmissor da doença;o controle da proliferação do mosquito depende do apoio de todo paranaense

Os recursos disponibilizados variam de R$ 18 mil a R$ 200 mil, considerando as dimensões epidemiológicas, demográficas e socioeconômicas dos municípios.

“Direcionamos estes recursos como auxílio aos municípios em epidemia ou situação de alerta para a aquisição de insumos clínicos e na infraestrutura de atendimento ambulatorial e hospitalar”, disse o secretário. Segundo ele, a secretaria está realizando uma grande força-tarefa em todo o Estado visando efetividade no combate ao mosquito transmissor da dengue, com atividades de ampliação do trabalho de campo para eliminação dos criadouros e capacitação de profissionais das equipes de atenção e vigilância para o manejo clínico da doença.

O incentivo também poderá ser aplicado em confecção e reprodução de material informativo, manutenção de veículos e equipamentos utilizados nas ações de controle vetorial, peças para equipamentos de aspersão de inseticidas e insumos para assistência de pacientes com a doença.

REPASSE – Os recursos somente poderão ser utilizados conforme descrito no documento e os 118 municípios deverão informar a aplicação em relatório de gestão que deverá ser enviado ao Conselho Municipal de Saúde até o dia 30 de março do ano seguinte ao da execução financeira.

“Além das estratégias e ações promovidas em todo Paraná, precisamos da participação da população na eliminação dos criadouros do mosquito transmissor da doença. A dengue mata e o controle da proliferação do mosquito Aedes aegypti depende do apoio de todo paranaense”, disse Beto Preto.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.