Amunorpi pode definir diretoria só após pleito

O destino da Associação dos Municípios do Norte Pioneiro, principal entidade política da região e que reúne 26 prefeituras, permanece incerto.
A escolha da nova diretoria deveria ter sido em novembro do ano passado, o que não aconteceu.
O ainda presidente, Taidinho Santos(prefeito de Wenceslau Braz)não busca diálogo e parece sem condições de liderar um movimento pela conciliação.Ao contrário, sua última ação em 2015 foi atribuir notícias sobre ele e a Amunorpi como inverídicas e ainda “denunciou” uma tentativa de extorsão.Também tem espalhado inverdades e maldades contra um jornalista do npdiario, o que, no devido tempo, serão desmentidas.Seguramente, vai pagar pelo seu açodamento e inabilidade, mas isso não é importante.
Ele é desimportante, o jornal é ainda mais irrelevante…O que a população menos deseja são ataques rasteiros e acusações infundadas de políticos destemperados.
O povo deseja metas, anseia explicações e pede projetos, união e humildade.
Sobretudo, exige transparência, assim como o Ministério Público tem recomendado.E o presidente não atende.Só fica xingando.
Coitado.
A menos de nove meses do pleito em que serão votados os futuros prefeitos e vereadores(dois de outubro), a entidade agoniza, sem direção.Tudo indica que somente os próximos chefes de executivos do NP vão definir a nova trajetória,até porque a maioria dos eleitores desconhece a real dimensão do escândalo.
Possivelmente, o mais grave de toda a história da região.
Mas, talvez – devemos manter sempre a esperança – se Deus Permitir e Abençoar, nos próximos dias ou semanas, haverá novidades.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Categorias e tags

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.