Ajude mulher que perdeu filha de seis anos

Npdiario e rádios Vale do Sol/Difusora Platinense fazem parceria visando arrecadar recursos para vítima acamada

Às 19h20m do sábado, dia 25, no KM 64 da PR-439, Parque Pavão, um acidente fatal aconteceu em Santo Antônio da Platina.

Ana Patrícia Cabral, 34 anos, se dirigia no início daquela noite até a empresa Galotur , na PR-439, para entrar num ônibus visando curta viagem de férias ao litoral paranaense, na praia de Guaratuba. A filha caçula, de seis anos, que também iria, estava na garupa quando aconteceu a tragédia, de cuja lembrança nada ficou, “não me recordo de nada, minha memória recomeça só quando acordei no hospital e li mensagem do celular de minha irmã para uma parente informando que minha filha tinha falecido, eu tive um choque e fiquei calada, sem saber o que fazer, mas procurando não me desesperar”, contou.

Uma picape Fiat Strada(placas de SAP) dirigida por um homem de 38 anos, embriagado, colidiu contra a traseira da  Honda/ CG 125 Fan (placa de SAP) conduzida pela moça. Ana Lívia de Almeida (foto) perdeu a vida ainda na pista, segundos depois.

Ana Patrícia  atendeu a reportagem nesta quarta-feira, dia 29, em sua casa, no bairro Altvater (conhecido como Sindicato ). Sofreu fraturas por todo o corpo, está acamada e não poderá nem sentar nas próximas semanas, embora já tenho ganho uma cadeira de rodas, “sinto dores a todo momento… Não consigo andar, ir no banheiro e quase nada mais, estou presa à esta cama. Dói mais nas costas e na bacia, pois quebrei também o fêmur e uma vértebra da coluna”, adiciona, sem saber ao certo por quanto tempo. Tem consciência, porém, que serão muitas semanas.

A angústia prosseguiu depois do Hospital Nossa Senhora da Saúde ao Hospital Evangélico de Londrina, nas mãos dos médicos Omar Shahid Teixeira El Kadri  e Gustavo Rodrigues, que a atenderam em Londrina.

Acompanharam a visita  do npdiario os pais, Irineu e Ana Cabral, a irmã Cleodenice e a sobrinha Vitória, além dos colegas de trabalho do mototáxi Marcelo e Rodrigo.

O causador do acidente foi preso e autuado em flagrante no sábado mesmo, em Santo Antônio da Platina, pelos crimes de homicídio culposo e lesão corporal culposa na direção de um carro, com a agravante da embriaguez.   Estava na carceragem de Andirá ( a cadeia platinense só abriga detentas mulheres) e foi solto às 9h20m da segunda-feira, dia 27. O mandado de soltura foi assinado por um juiz.

homicídio culposo é aquele no qual uma pessoa mata a outra sem, entretanto, ter a intenção de fazê-lo. Além disso, o crime aconteceu porque houve negligência, imperícia ou imprudência. Assim, cometeu um erro evitável que levou à morte. A Pena é de detenção, de um a três anos.

Ana Patrícia tem um ex-marido com o qual não se relaciona há seis anos e um filho de 16 anos atualmente em Londrina.  Não terá condições de voltar ao serviço como mototaxista antes de um ano. Por isso, três veículos de comunicação, que pedem a participação dos demais da cidade e da região, promovem essa campanha, sem intermediários.

Quaisquer quantias ( Pix 43-99826-9681) podem ser transferidas ou depositadas na conta poupança dela, cujos são os seguintes:

Agência 0405 Operação 013 Conta: 10038-6 Santo Antônio da Platina.

Ela tem gratidão por todos que a socorreram e atenderam principalmente na área de saúde.

 

 

 

 

 

 

Você terminou a leitura
Compartilhar essa notícia
Escrever um comentário

Últimas notícias

Mãe e filho presos com crack e dinheiro
1 hora atrás

Apreendidos também dinheiro e celulares A Polícia Militar de Jacarezinho realizou diligências na Rua Guaíra,

Preso acusado de assalto em Pinhal
2 horas atrás

Bandido assaltou padaria no mês passado Um homem de 25 anos foi preso  pela Polícia

Caminhões de lixo não foram furtados, garante advogada
3 horas atrás

Houve desacordo comercial entre outras duas empresas, segundo procuradora da terceirizada Exclusivo: A Polícia Rodoviária

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.