Ajude mulher que perdeu filha de seis anos

Npdiario e rádios Vale do Sol/Difusora Platinense fazem parceria visando arrecadar recursos para vítima acamada

Às 19h20m do sábado, dia 25, no KM 64 da PR-439, Parque Pavão, um acidente fatal aconteceu em Santo Antônio da Platina.

Ana Patrícia Cabral, 34 anos, se dirigia no início daquela noite até a empresa Galotur , na PR-439, para entrar num ônibus visando curta viagem de férias ao litoral paranaense, na praia de Guaratuba. A filha caçula, de seis anos, que também iria, estava na garupa quando aconteceu a tragédia, de cuja lembrança nada ficou, “não me recordo de nada, minha memória recomeça só quando acordei no hospital e li mensagem do celular de minha irmã para uma parente informando que minha filha tinha falecido, eu tive um choque e fiquei calada, sem saber o que fazer, mas procurando não me desesperar”, contou.

Uma picape Fiat Strada(placas de SAP) dirigida por um homem de 38 anos, embriagado, colidiu contra a traseira da  Honda/ CG 125 Fan (placa de SAP) conduzida pela moça. Ana Lívia de Almeida (foto) perdeu a vida ainda na pista, segundos depois.

Ana Patrícia  atendeu a reportagem nesta quarta-feira, dia 29, em sua casa, no bairro Altvater (conhecido como Sindicato ). Sofreu fraturas por todo o corpo, está acamada e não poderá nem sentar nas próximas semanas, embora já tenho ganho uma cadeira de rodas, “sinto dores a todo momento… Não consigo andar, ir no banheiro e quase nada mais, estou presa à esta cama. Dói mais nas costas e na bacia, pois quebrei também o fêmur e uma vértebra da coluna”, adiciona, sem saber ao certo por quanto tempo. Tem consciência, porém, que serão muitas semanas.

A angústia prosseguiu depois do Hospital Nossa Senhora da Saúde ao Hospital Evangélico de Londrina, nas mãos dos médicos Omar Shahid Teixeira El Kadri  e Gustavo Rodrigues, que a atenderam em Londrina.

Acompanharam a visita  do npdiario os pais, Irineu e Ana Cabral, a irmã Cleodenice e a sobrinha Vitória, além dos colegas de trabalho do mototáxi Marcelo e Rodrigo.

O causador do acidente foi preso e autuado em flagrante no sábado mesmo, em Santo Antônio da Platina, pelos crimes de homicídio culposo e lesão corporal culposa na direção de um carro, com a agravante da embriaguez.   Estava na carceragem de Andirá ( a cadeia platinense só abriga detentas mulheres) e foi solto às 9h20m da segunda-feira, dia 27. O mandado de soltura foi assinado por um juiz.

homicídio culposo é aquele no qual uma pessoa mata a outra sem, entretanto, ter a intenção de fazê-lo. Além disso, o crime aconteceu porque houve negligência, imperícia ou imprudência. Assim, cometeu um erro evitável que levou à morte. A Pena é de detenção, de um a três anos.

Ana Patrícia tem um ex-marido com o qual não se relaciona há seis anos e um filho de 16 anos atualmente em Londrina.  Não terá condições de voltar ao serviço como mototaxista antes de um ano. Por isso, três veículos de comunicação, que pedem a participação dos demais da cidade e da região, promovem essa campanha, sem intermediários.

Quaisquer quantias ( Pix 43-99826-9681) podem ser transferidas ou depositadas na conta poupança dela, cujos são os seguintes:

Agência 0405 Operação 013 Conta: 10038-6 Santo Antônio da Platina.

Ela tem gratidão por todos que a socorreram e atenderam principalmente na área de saúde.

 

 

 

 

 

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.