Evento sobre soja encerra agenda técnica na Efapi

Preocupação foi com os fungos na lavoura

Na tarde desta sexta-feira, dia 26, aconteceu no espaço do Recinto de Leilões, a 7ª e última agenda de eventos técnicos promovidos pelo Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), com parceiros, na 47ª Exposição-Feira Agropecuária, Comercial e Industrial do Norte Pioneiro (Efapi), no Parque de Exposições ‘Dr. Alício Dias dos Reis’, em Santo Antônio da Platina.
O Seminário Regional de Soja que marcou o encerramento do ciclo de encontros e seminários na Efapi, teve parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) que é uma empresa pública de pesquisa vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.


O evento contou com a exposição de alguns assuntos como “Manejo Integrado de Praga”, através de Arnold Barbosa de Oliveira, da Embrapa de Londrina; “Manejo Integrado de Doença“, por Claudine Dinali Santos Seixas (foto principal), também da Embrapa, de Londrina; e, “Manejo de solo e água”, tema que foi explanado por Ivan Bordin do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), de Londrina.


Ao falar com a reportagem do npdiario, Arnold disse que a integração entre Emater e Embrapa resulta em bons resultados através de pesquisas sólidas que só agregam conhecimento e orientação, além de referência técnica.
Ele recordou que “a última safra de soja foi prejudicada pela seca e houve perdas importantes, pois muito tempo com temperatura alta e pouca chuva, além de muito calor. Tudo isso foi prejudicar para a produção”.
O Vice-Presidente da Sociedade Rural, Fransz Loman, ao fazer uso da palavra na abertura do seminário ressaltou que “a Efapi não se trata apenas de pecuária, mas pensamos em agregar também um trabalho de discussão da importância do agronegócio”.

Quando passamos por uma safra de soja e a vemos toda amarelada, muitas vezes imaginamos que seja poeira, quando na realidade, é o fungo que a atingiu”

Já o prefeito José da Silva Coelho Neto (PHS), o ‘Prof. Zezão’, disse que a “agricultura brasileira produz muito, não fica reclamando, lamentando o que passou e as perdas, ao contrário, tem coragem e vai à luta, vai para a roça e faz o Brasil crescer e o que ocorre com a soja não é diferente”.


O Chefe Regional do Núcleo Regional da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento de Jacarezinho, que abrange 23 municípios do Norte Pioneiro, Fernando Emmanuel Gonçalves Vieira, disse que “o setor do agronegócio em nossa região cresceu muito, e o Governo do Estado faz questão de divulgar os meios para que a produção de soja seja ainda mais sustentável e utilizando e se beneficiando de tecnologia”.
Claudine Seixas quando da exposição de seu tema lembrou que de 9 a 11 dias o fungo já se reproduz e dissemina na lavoura de soja. “É um fungo rápido e causa problemas. O vento leva e ele se expande rapidamente. Quando passamos por uma safra de soja e a vemos toda amarelada, muitas vezes imaginamos que seja poeira, quando na realidade, é o fungo que disseminou”.


Para resolver isso ela apontou a necessidade do fungicida. “Virou uma regra o uso do fungicida na lavoura de soja e, consequentemente, o aumento no custo da produção”. E continuou Seixas: “o futuro no cenário é incerto. Usar a ferramenta de fungicida é necessário, mas que seja eficiente e com critério técnico”.
A abertura do seminário que abordou a soja foi feita pelo Técnico Agrícola Fábio Pires, da Emater, do município de Barra do Jacaré. Ele coordena a unidade daquele município e, outro profissional da Emater, a unidade de Cambará, pois as duas são as únicas que tem como referencial de trabalho a produção da soja entre os 23 municípios da regional.

 

Você terminou a leitura
Compartilhar essa notícia
Escrever um comentário

Últimas notícias

Operação salva vítima com Alzheimer em Cambará(veja vídeo)
9 horas atrás

União e estrutura possibilitaram resgate de idosa de 71 anos https://youtu.be/OwhiFCSxp-Q   A PM foi

Platinenses dividiram 245 mil na mega-sena
10 horas atrás

Apostadores ganharam na quina e na quadra O concurso da Mega-Sena sorteado na noite de

Pro Tork vence 3 categorias no RS
11 horas atrás

Zion Berchtold, na categoria 65cc, Gabriel Mielke na MX2JR e Bernardo Tiburcio na MXJR  O

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.