Escolas estaduais já receberam 2,7 mil toneladas de alimentos

Pra a merenda dos alunos paranaenses

As escolas estaduais receberam nos primeiros quatro meses do ano 2,7 mil toneladas de alimentos para a merenda dos alunos. Cereais, massas e pães, carnes, verduras e frutas frescas estão entre os itens entregues pelo Governo do Estado às 2.300 escolas da rede estadual para a alimentação de 1 milhão de estudantes.

Segundo o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar), dos 130 tipos de produtos, 91 são in natura e, destes, 89% veio diretamente de agricultura familiar.

O Governo do Paraná defende a agricultura familiar e aposta no desenvolvimento dos pequenos trabalhadores rurais. Acredita, também, numa alimentação mais saudável e que ajude os nossos jovens terem uma formação física e intelectual mais completa”

A participação de produtos diretos da roça na merenda escolar foi crescente nos últimos anos. Atualmente, em média no ano, 59,5% dos produtos são adquiridos de cooperativas e associações de agricultores familiares. É o maior volume entre os estados brasileiros.

“O Governo do Paraná defende a agricultura familiar e aposta no desenvolvimento dos pequenos trabalhadores rurais. Acredita, também, numa alimentação mais saudável e que ajude os nossos jovens terem uma formação física e intelectual mais completa”, afirma o presidente do Instituto Fundepar, Sérgio Brun.

Só nesta primeira remessa do ano o governo aplicou R$ 17 milhões no período para a compra de todos os itens. No ano são feitas até seis remessas de alimentos. A previsão é destinar um total de até R$ 300 milhões para a merenda.

Só para a compra de alimentos da agricultura serão destinados R$ 86 milhões, o que garante renda às famílias de pequenos produtores, contribuindo para que se mantenham no campo e tenham mais qualidade de vida.

“Pela primeira vez na história do Paraná 100% dos municípios são atendidos pela agricultura familiar e fornecem para a merenda escolar”, afirmou Brun.

MAIOR CONTRATO – Atualmente, 25 mil famílias de pequenos agricultores ajudam a abastecer a servir 1,1 milhão de refeições diárias aos alunos. No dia 19 de março, o Governo do Estado firmou o maior contrato dos últimos anos para a compra de alimentos dos agricultores para a merenda.

Foram assinados 152 contratos com 144 cooperativas e associações de agricultores espalhados pelo Estado. Só este pacote somou R$ 8 milhões.

“Estamos readequando os estudos para que os produtos de agricultura familiar também sejam orgânicos”, disse o presidente do Fundepar.

CARDÁPIO – A escolha dos alimentos que vão compor o cardápio diário é feita com base no Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), no Guia Alimentar para a População Brasileira e na avaliação de aceitabilidade dos alimentos elaborada regularmente em cada escola. “Aqui no Paraná optamos pelos alimentos saudáveis e verificamos periodicamente a aceitação dos alunos para montar o cardápio diário e evitar desperdícios”, explicou a gerente do departamento de nutrição escolar do Estado, Noemi Grünhagen.

Além disso, para assegurar a qualidade é feito junto aos alunos o acompanhamento e monitoramento nutricional e avaliação antropométrica, que estuda as medidas e dimensões das diversas partes do corpo humano. “Outra peculiaridade do Paraná é que consideramos as características da agricultura de cada região e prezamos por aqueles alimentos comuns aos alunos”, afirmou Noemi.

ESTOQUE SEGURO – Como as entregas são feitas por remessas, de acordo com o consumo, os alimentos não ficam parados em estoque por muito tempo. “Mantemos um monitoramento pelo Sistema Merenda do que tem na escola e visitas técnicas para averiguar a sanidade dos estoques e cozinhas”, explicou Noemi. “O estoque é seguro para alimentação saudável”, completou.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.