Controlada rebelião em Andirá; dois detentos baleados (vídeo)

Eles exigiam transferências e melhores condições na carceragem

O Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), a Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel) e viaturas do Setor de Operações Especiais (SOE), do Depen (Departamento Penitenciário) acabaram com a rebelião iniciada à tarde de domingo, dia três, e que só terminou (com a recontagem dos presos) na madrugada desta segunda-feira, dia quatro, na  cadeia de Andirá.

A reportagem apurou que a juíza da Vara Criminal, Vanessa Villela de Biassio, não foi ao local, conforme exigências dos amotinados, que pleiteavam melhores condições prisionais e transferências.

Após invadirem a cozinha, se armaram de martelos e outros objetos contundentes. Eles tomaram como reféns detentos tidos como de menor periculosidade (como é frequente nesse tipo de ação criminal) e , depois de quatro horas, atiraram em dois deles.

Um está internado em hospital andiraense e outro no Evangélico de Londrina, com risco de morte.

Nenhum policial se feriu.

Mais detalhes ao longo desta segunda-feira.

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.