Cida anuncia construção de moradias em sete cidades do Norte Pioneiro

Investimentos com recursos próprios do Estado previstos no orçamento 

O Governo do Estado investirá cerca de R$ 217 milhões na construção de 2.486 novas casas populares, em todas as regiões do Paraná. O anúncio foi feito pela governadora Cida Borghetti nesta terça-feira (11), no Palácio Iguaçu, com a presença de representantes dos 46 municípios que serão beneficiados pela iniciativa.

Do Norte Pioneiro, serão beneficiados Andirá, Cambará, Cornélio Procópio,Figueira, Jacarezinho, Jundiaí do Sul e Wenceslau Braz.

Todo os investimentos são com recursos próprios do Estado, previstos no orçamento de 2018. Entre os projetos que serão executados estão moradias a custo zero para famílias em situação de vulnerabilidade social, residências financiadas e o programa Morar Bem Paraná Terceira Idade.

A governadora destacou o projeto Paraná Terceira Idade. “Este programa inovador, que em um primeiro momento vai atender pessoas idosas de seis cidades, é um legado que vamos deixar ao Paraná”, afirmou a governadora. “Fomos buscar na Paraíba o modelo de um condomínio que garanta um atendimento multidisciplinar a esse segmento da população. É um projeto que pode ser replicado para outras cidades do Estado e outras regiões do Brasil, para dar conforto e atendimento aos nossos idosos”, afirmou.

 

PROJETOS – O desenvolvimento dos projetos foi feito pela Cohapar, que também é responsável pela gestão dos processos licitatórios e fiscalização das obras, que serão executadas por construtoras contratadas pelo critério de menor preço e habilitadas pela companhia.

Das novas unidades anunciadas, 2.041 estão em licitação e 445 deverão ter os editais abertos publicados esta semana no site www.cohapar.pr.gov.br O projeto mais adiantado é um de 56 imóveis a serem construídos em Piraquara,a Região Metropolitana de Curitiba.

O presidente da Cohapar, Nelson Cordeiro Justus, explicou que os recursos para a construção das moradias estão empenhados no orçamento de 2018, sem comprometer a próxima gestão. “São recursos exclusivos do Governo do Estado, incluindo o Fundo Estadual de Combate à Pobreza e a carteira própria da Cohapar, que é uma alternativa ao financiamento da Caixa Econômica Federal”, explicou ele.

MUNICÍPIOS – Os editais publicados preveem a construção de imóveis em Andirá, Califórnia, Cambará, Cornélio Procópio, Cruzeiro do Oeste, Curiúva, Figueira, Floraí, Flórida, Foz do Iguaçu, Iporã, Itaipulândia, Jacarezinho, Jardim Alegre, Jundiaí do Sul, Juranda, Mariluz, Maripá, Missal, Moreira Sales. Nova Esperança, Piraquara, Planaltina do Paraná, Ponta Grossa, Prudentópolis, Rebouças, Rio Azul, São João do Triunfo, São Jorge do Ivaí, São Manoel do Paraná, Tamboara, Ventania e Wenceslau Braz.

As próximas licitações são para o atendimento de famílias de Barra do Jacaré, Califórnia, Capitão Leônidas Marques, Colorado, Nova Aliança do Ivaí, Pato Bragado, Prado Ferreira, Santa Mônica, Sengés, Sertaneja, Tamboara e Terra Rica.

Está prevista a construção de imóveis que variam de 38 a 50 metros quadrados, com uma cota de unidades de 47 metros quadrados adaptadas para pessoas com deficiência. Poderão participar do processo seletivo famílias com renda de até seis salários mínimos, inscritas no cadastro de pretendentes da Cohapar.

MODALIDADES – Há duas modalidades disponíveis, sendo uma com unidades financiadas em até 30 anos para a população em geral, sem valor de entrada e com parcelas em valor crescente. Os projetos contam com a instalação subsidiada das redes de energia elétrica, água e esgoto pela Copel e Sanepar para redução das prestações mensais.

A segunda modalidade prevê o repasse de moradias a custo zero para o atendimento prioritário de famílias em situação de vulnerabilidade social, majoritariamente formada por pessoas com renda familiar de até um salário-mínimo, que atualmente residem em áreas de risco, condições precárias ou que pagam aluguel.

COMO PARTICIPAR – As inscrições nos projetos da Cohapar podem ser feitas diretamente pelo link www.cohapar.pr.gov.br/cadastro. Aqueles que tiverem dificuldades de acesso à internet ou em lidar com o sistema também podem procurar em um dos postos de atendimento credenciados da companhia nos municípios.

                 Cinco mil famílias foram atendidas com casas e 27 mil com regularização
Com as unidades anunciadas nesta terça, chega a 5.136 o número de casas contratadas e em contratação durante os oito meses de gestão da governadora. Além da construção de novas residências, outro foco da Cohapar no período foi com relação aos projetos para a regularização daquelas em situação irregular.

Desde que assumiu, em 6 de abril, Cida assinou ordens de serviço para a documentação de 15,4 mil imóveis sem registro dentro do programa Morar Legal Paraná. Ao menos outras 12 mil famílias deverão ser beneficiadas pelo programa até o fim do ano.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.