Ricardo Barros solicita informações na CPI da Pandemia

Requerimento embasado na liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal 

O deputado federal Ricardo Barros (PP/PR) solicitou à CPI da Pandemia todos os documentos, dados e informações que o mencionam diretamente. O pedido foi protocolado neste fim de semana. O requerimento está embasado na liminar concedida pelo ministro Ricardo Lewandowski do Supremo Tribunal Federal (STF)

“O meu depoimento foi agendado para o dia 8 e cancelado sem justificativa e sem nova data. Desde o início me coloquei à disposição para esclarecer todos os fatos. Já fui citado mais de 110 vezes na CPI e não me concederam o espaço para a minha defesa. Todos os depoentes que foram lá, unanimemente, negaram qualquer relação do meu nome com a compra da Covaxin. Não tenho nada a temer”, afirma Barros.

A liminar de Lewandowski atende parte do pedido feito pela defesa de Ricardo Barros no mandado de segurança apresentado ao STF. Barros buscou o Supremo para garantir a marcação do depoimento antes do recesso parlamentar.

“Defiro parcialmente a liminar requerida para franquear ao impetrante o acesso aos dados já coligidos pela Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI da Pandemia que o mencionem diretamente, bem como para assegurar-lhe o direito de juntar formalmente aos autos da CPI todos os documentos e declarações que entender necessários para exercício de sua defesa”, aponta a decisão de Lewandowski.

Link com a liminar do STF e o requerimento protocolado na CPI: bit.ly/3ifWL5S

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Categorias e tags

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.