Santinho Furtado é nome de rodovia

No trecho da PR-439 entre Santo Antônio da Platina e Ribeirão do Pinhal

O ex-deputado federal constituinte e ex-presidente da câmara de vereadores de Santo Antônio da Platina, Sebastião Vitral dos Santos  (fotos) será homenageado. O governador Carlos Massa Ratinho Junior sancionou lei nesta semana que denomina de “Deputado Santinho Furtado” uma rodovia no Norte Pioneiro

É o trecho da PR-439 entre as cidades de Santo Antônio da Platina e Ribeirão do Pinhal. A lei 20.612/2021 foi proposta pelo deputado estadual e Primeiro secretário da Alep (Assembleia Legislativa do Paraná) , Luiz Cláudio Romanelli (PSB).

“Uma justa homenagem a uma liderança política e empresarial  histórica da região. Um político hábil, sério e muito respeitado. Fomos colegas de partido, caminhamos juntos em diversas campanhas eleitorais e trabalhamos em prol do Norte Pioneiro e do Paraná”, declarou Romanelli.

Sebastião Vitral dos Santos Furtado nasceu em Santo Antônio do Aventureiro (MG), em 1931. Formou-se em Direito pela UFPR em 1959, foi vice-presidente da Sociedade Rural do Paraná (1967-1968), diretor da Associação Paranaense dos Cafeicultores (1967-1969) e presidente da Sociedade de Economia Rural de Londrina PR (1972-1976).

Construiu a carreira política no Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar. Em 1979 integrou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), sucessor do MDB.

Em 1982, elegeu-se deputado federal pelo Paraná, quando foi  coordenador da “Bancada Ruralista”. Em 1986 foi eleito deputado federal Constituinte pelo PMDB. Deixou a Câmara ao término da Legislatura, em janeiro de 1991, mas continuou atuando politicamente na coordenação de campanhas eleitorais no norte do Paraná, região onde desenvolvia atividades empresariais no setor de agropecuária.

Nos anos posteriores, permaneceu em Santo Antônio da Platina, onde se dedicou à administração de suas empresas rurais, mas continuou a militar no PMDB paranaense, além de comparecer frequentemente nas atividades políticas da região.

O amigo de longa data, médico Jorge Cendon Garrido, fez o seguinte comentário sobre o assunto:

Meu contentamento com essa homenagem ao Santinho, meu eterno aliado político e com quem muito aprendi sobre esse tema. Uma vez, quando pleiteávamos a instalação da Faculdade de Medicina em Santo Antônio estivemos juntos em Brasília onde pude me certificar de todo o carinho e prestígio que o Santinho ainda desfrutava, depois de tantos anos, em Brasília. A ponto de um antigo ascensorista do prédio da Câmara Federal , ao revê-lo, gritar nos corredores: “Esse foi o maior defensor dos pobres que passou por essa Câmara”. Confesso que todos nós de Santo Antônio da Platina presentes nos emocionamos. Nossa ligação era tanta que quando disputamos a prefeitura em 2004 ele foi nosso candidato a vice-prefeito. Perdemos a eleição por 3,5% dos votos e com isso, infelizmente Santo Antônio perdeu muitas outras obras.

Em 2012, aos 81 anos, Santinho Furtado voltou a disputar uma eleição pelo PMDB. Desta vez para a Câmara de Vereadores de Santo Antônio da Platina. Eleito, assumiu a presidência do legislativo platinense.

Faleceu em novembro de 2015, aos 84 anos, em sua residência em Santo Antônio da Platina, vítima de um infarto. Deixou a viúva, Ivanize, e duas filhas, Simone e Ana, e a neta Juliana. Cumpriu dois mandatos na Câmara em Brasília, conhecido em todo o país, o folclórico político, de rara inteligência, era reverenciado por lideranças de expressão nacional.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.