Rubens Bueno defende SUS e socorro para as Santas Casas

Deputado reforça o atendimento gratuito e universal

Sistema Único de Saúde – Wikipédia, a enciclopédia livre

Em meio a movimentos que surgiram nas redes sociais pelo fim do Sistema Único de Saúde (SUS), o deputado federal Rubens Bueno (Cidadania-PR) se manifestou em repúdio da ideia absurda e reforçou seu apoio ao atendimento gratuito e universal da população, como prevê nossa Constituição.

Em reunião da Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas, na Câmara dos Deputados, em Brasília, defendeu o fortalecimento do SUS e ajuda urgente para as Santas Casas e entidades que atendem pacientes pelo sistema público. O evento contou com a participação de dezenas de representantes das instituições.

“Como era tratado o brasileiro antes do SUS? Era tratado como indigente. O SUS trouxe dignidade para o povo brasileiro. É a maior conquista social do povo brasileiro e nós temos que lutar por ele. Mas tem que bancar isso. E temos compromisso com as entidades filantrópicas. Elas representam para o povo brasileiro um apoio, um guarda-chuva, um abraço fraterno daqueles que defendem a vida”, disse o deputado durante a reunião nesta semana.

O parlamentar lembrou, por exemplo, que o governo se comprometeu a repassar R$ 2 bilhões para as Santas Casas, por meio de medida provisória, para cobrir o rombo provocado pelo atendimento na pandemia da Covid-19. “Estamos esperando e até agora nada. Vamos, aqui na Câmara, aprovar propostas, e temos várias em tramitação, para reverter essa situação e não deixar a população sem atendimento”, afirmou.

De acordo com a Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB), desde 1994, a tabela SUS e seus incentivos foram reajustadas, em média, em 93,77%, enquanto o Índice de Preços no Consumidor (INPC) foi em 636,07%, o salário mínimo em 1.597,79% e o gás de cozinha em 2.415,94%. Esse descompasso representa R$ 10,9 bilhões por ano de desequilíbrio econômico para as entidades filantrópicas.

Rubens assinalou que hoje existem mais dois mil hospitais filantrópicos credenciados ao SUS espalhados pelos Brasil e em muitas cidades eles representam a única alternativa de atendimento gratuito. Respondem por mais de 50% da assistência pública total no país e por mais de 70% dos serviços de alta complexidade, como tratamento de câncer e transplantes. São 127 mil leitos conveniados, com 24 mil deles de UTIs.

Você terminou a leitura
Compartilhar essa notícia
Categorias e tags
Escrever um comentário

Últimas notícias

Festa Julina no Colégio Tiradentes
9 horas atrás

Confira as atrações imperdíveis nesta quinta-feira O "Arraiá" do Colégio Estadual Tiradentes será nesta quinta-feira,

PM de SAP recupera motocicleta roubada
9 horas atrás

Marginal já tinha três mandados de encarceramento Às 17h05m desta terça-feira, dia cinco, na rua

Caminhões de lixo não foram furtados; coleta normalizada (vídeos)
11 horas atrás

Houve desacordo comercial entre outras duas empresas, segundo a procuradora da terceirizada https://youtu.be/JQw8KSzi9mY Exclusivo: A Polícia

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.