PSD e PP juntos; Guto pode ser candidato ao senado

É o quadro que está se desenhando para as eleições majoritárias de 2022

A presidente estadual dos Progressistas, deputada Maria Victória, e o governador Carlos Massa Ratinho Jr se reuniram nesta segunda-feira (7) em Curitiba para selar a união do PSD e do PP para 2022.

O líder do governo Bolsonaro Ricardo Barros pretende buscar um novo mandato na Câmara Federal e Cida Borghetti já adiantou que não disputará as eleições, pois quer se dedicar ao cargo de conselheira na Itaipu Binacional. Assim,  tudo indica que o pré-candidato ao Senado do grupo será mesmo o atual secretário da Casa Civil, deputado estadual licenciado Guto Silva, de 44 anos.

O PP adiantou ao governador que pretende um espaço na chapa majoritária (vice ou senado). Entre os nomes possíveis estão também o prefeito de Londrina Marcelo Belinatti, Dilceu Sperafico, Maria Victória, Luiz Carlos Martins e o ex-prefeito de Maringá, Silvio Barros II.

O encontro no Palácio Iguaçu contou com a presença da ex-governadora Cida Borghetti, do prefeito de Londrina Marcelo Belinati, do deputado federal Ricardo Barros, do deputado estadual Luiz Carlos Martins, do ex-deputado federal Dilceu Sperafico, do secretário-geral do PP Daniel Cordeiro, do vice-governador Darci Piana e dos secretários estaduais João Carlos Ortega e Guto Silva.

A aliança entre os dois partidos é vista como natural, uma vez que ela ocorreu em vários municípios em 2020. Há consenso entre as duas siglas de que o clima de estabilidade política alcançado pelo Paraná deve ser priorizado em torno de uma aliança que seja melhor para o Estado.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.