Projeto de Romanelli proíbe atraso em consultas e exames

Facilitar acesso à saúde e garantr tratamento igualitário

Nesta segunda-feira, 30, o deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), apresentou projeto de lei que proíbe a prática da indisponibilidade total na marcação de consultas e exames médicos. A proibição se estende à delonga na liberação pelo médico, profissional de saúde, hospitais, clínicas ou plano de saúde, do agendamento de consultas, retornos, exames e quaisquer outros procedimentos.

O projeto prevê que o agendamento de consultas, exames e quaisquer outros procedimentos da área da saúde deverão privilegiar a marcação aos casos de urgência e emergência, e às pessoas com deficiência, os idosos (acima de 60 anos), gestantes, lactantes, pessoas com crianças de colo e os obesos

Fica vedado, pela proposta, o agendamento de consulta com prazos diferenciados entre os pacientes da rede pública, os cobertos por plano de saúde e os particulares, constituindo discriminação o favorecimento de preferência à algum deles.

O descumprimento de qualquer artigo previsto no projeto, o estabelecimento às sanções previstas no Código do Consumidor.

Reclamações – A justificativa afirma que a prática comum em consultórios e estabelecimentos de saúde dificultam, condicionam e restringem o agendamento de consultas, retornos, exames e procedimentos. “A prática prejudica a prestação de serviços na saúde, na medida em que provoca grandes incertezas aos consumidores pacientes”.

“Com a presente proposta, buscamos contribuir na diminuição das frequentes reclamações e dificuldades
encontradas no agendamento de consultas, exames e demais procedimentos”, diz a justificativa do projeto,

Além disso, a proposta assegura tratamento igualitário entre os pacientes da rede pública de saúde dos cobertos por plano e particulares, deixando de se priorizar eventuais critérios financeiros nos agendamentos de consultas e exames, seguindo o exemplo da universalidade do acesso à saúde, garantido constitucionalmente.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.