Marcelo Palhares é pré-candidato a presidência do Cisnorpi

Prefeito eleito de Jacarezinho tem apoio do governador, do secretário de Saúde Beto Preto e de Guto Silva

O prefeito eleito de Jacarezinho, Marcelo Palhares (PSD), informou no final da tarde desta segunda-feira (07), que é candidato à presidência do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro (Cisnorpi), entidade que agrega 22 municípios da região atuando na área de assistência à saúde de uma população superior à 250 mil habitantes.

Palhares diz que atende a um pedido da cúpula do Governo do Estado, que pretende ampliar as ações do consórcio de saúde visando atender as necessidades da comunidade regional. Um dos gargalos deste setor na região é a ausência de muitas especialidades médicas, o que faz do Norte Pioneiro um “exportador” de doentes. “Esse é um drama da região que expõe nossa fragilidade na área de saúde”, lamenta.

Precisamos agregar Wenceslau Braz, Siqueira Campos, Ibaiti e Tomazina, entre outras, e ver o que podem oferecer sem que haja necessidade de deslocarmos pacientes que poderiam ser tratados em suas próprias cidades

O prefeito eleito assinala que coloca seu nome à apreciação dos colegas da região atendendo a um pedido do governador Ratinho Junior, do secretário da Saúde, Beto Preto (foto) , do secretário da Casa Civil, Guto Silva e de outros integrantes do primeiro escalão do governo. “Acho que, unindo todos os prefeito e lideranças do Norte Pioneiro, poderemos transformar nossa região, de exportadora de pacientes, num centro de excelência em serviços de saúde”, assinala.

Um dos projetos que Palhares já tem o aval do secretário Beto Preto é levantar as potencialidades de cada município, aproveitando as estruturas existentes em cada cidade. “Precisamos agregar o que cidades como Wenceslau Braz, Siqueira Campos, Ibaiti, Tomazina, entre outras, podem oferecer sem que haja necessidade de deslocarmos pacientes que poderiam ser tratados em suas próprias cidades. Esses municípios precisam de apoio”, assevera.

CENTRO DE ESPECIALIDADES  – Marcelo Palhares, que na última semana esteve em Curitiba em audiência com o secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, assinalou que o primeiro passo será a construção do Centro Regional de Especialidades Médicas (CREM), obra estimada em mais de R$ 10 milhões.
Segundo ele, o projeto prevê, a construção de um complexo de mais de 3 mil metros quadrados, com 25 consultórios médicos, oito consultórios odontológicos, 17 salas de exames e diagnósticos, um laboratório de próteses odontológicas, um laboratório de análises clínicas, farmácia e sala para pequenas cirurgias.
Quatro meses é o prazo para o início da obra, segundo o secretário Beto Preto. O empreendimento é uma antiga reivindicação de todo Norte Pioneiro e, mais que isso, uma necessidade de centenas de pacientes que precisam buscar atendimento médico em outras regiões.
“Tanto o secretário Beto Preto quanto o governador Ratinho Júnior já falaram várias vezes que nossa região precisa parar de exportar pacientes e a construção do Centro de Especialidades será fundamental para resolver este problema”, pontua.

 

 

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Categorias e tags

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.