Governo do PR institui projeto para planejamento

O governador Beto Richa assinou na última quarta-feira, dia 30, o decreto instituindo o Projeto Estadual de Planejamento e Modernização da Administração Pública – PROEstado, que irá elaborar um planejamento estratégico de médio e longo prazo com o objetivo de modernizar e aumentar a eficiência das ações, programas e serviços prestados pelo governo. O projeto será coordenado pela secretaria de Estado do Planejamento e Coordenação Geral.

“Queremos melhorar significativamente a relação custo benefício dos impostos pagos pelos paranaenses. A ideia é reestruturar e reaparelhar a máquina pública de maneira que o governo possa entregar mais e melhores serviços à população gastando menos”, explica o secretário do Planejamento, Silvio Barros.
Ele ressalta, também, a necessidade de conciliar o que deve ser o novo modelo de gestão com as tendências mundiais, como mudanças no perfil demográfico, mudanças climáticas e os avanços tecnológicos, por exemplo.
Para o secretário, é fundamental a participação da sociedade civil organizada na elaboração desse plano estratégico. “Estamos falando de uma ação de Estado e não de governo”, diz ele. As grandes transformações, segundo Barros, não acontecem em quatro anos e, por isso, ele afirma que há a necessidade de um planejamento de longo prazo cuja efetiva implementação seja protegida pela sociedade organizada.
Com a coordenação da secretaria do Planejamento, todos os órgãos que compõe a administração direta e indireta do governo estadual irão apresentar informações (recursos humanos, custos e resultados) para que seja feito um diagnóstico da atual estrutura do Estado e sua contextualização no ambiente político, social e econômico da atualidade.
Será montado, então, um grupo de trabalho com representantes de todos os órgãos para elaboração de um planejamento estratégico de longo prazo para o Estado do Paraná.
Para auxiliar elaboração do planejamento estratégico, a Secretaria do Planejamento poderá contratar uma instituição especializada com experiência em gestão pública. “Não é da cultura do setor público fazer um planejamento estratégico de longo prazo, o corpo de funcionários do governo não tem esse conjunto de conhecimentos práticos”, explica Sílvio Barros.
Segundo ele, caso a secretaria faça a opção pela contratação de uma instituição especializada será em busca da excelência empresarial, que é tradição na iniciativa privada. Silvio Barros lembra que é a primeira vez que a gestão pública do Estado do Paraná irá elaborar um planejamento de longo prazo envolvendo todas as áreas do governo.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Categorias e tags

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.