Falta de acordo com Pfizer tira do Paraná 160 mil doses de vacina

Romanelli  afirmou nesta segunda-feira 8 que o Paraná poderia ter recebido mais 160 mil doses de vacinas caso o governo federal não tivesse rejeitado três ofertas da farmacêutica Pfizer

No ano passado, a empresa apresentou à União um cronograma para entregar três milhões de doses em fevereiro de um pacote de 70 milhões de vacinas até Junho. “Considerados o tamanho da população e dos grupos de risco, o Paraná já poderia ter recebido entre 140 e 160 mil doses da vacina da Pfizer, altamente eficaz.”, disse Romanelli. Esse volume, que era previsto até fevereiro, é equivalente a cerca de 20% das doses já distribuídas no país até agora.

“A omissão do governo federal cobra a conta e o Brasil vê a pandemia se agravar”, completa.

É dose O Ministério da Saúde anunciou na semana passada que pretende comprar doses da vacina da empresa norte-americana. A decisão foi tomada quase sete meses após a primeira oferta.

Junto ao contrato da Pfizer, o Ministério negocia o fornecimento de doses das farmacêuticas Janssen e Moderna.

Ao todo 151 milhões de doses entre maio e dezembro de 2021. “Torcemos para que esses acordos sejam efetivamente assinados e que as doses cheguem o mais depressa possível aos Estados e aos Municípios”, afirmou o deputado.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.