“É só uma questão de tempo até eles desistirem”, diz Barros

Líder do governo federal garante que narrativa não tem provas

O deputado Ricardo Barros (foto) afirmou em entrevista coletiva que a CPI da Covid-19 irá desistir de acusá-lo por falta de provas. O depoimento do deputado nesta quinta-feira (12) foi encerrado depois de mais de quatro horas de sessão.

“Eu tenho absoluta convicção que não tem nada que me impute nesse processo. Vão quebrar o meu sigilo e não vão provar nada. A CPI quer falar uma versão que não se sustenta. Tenho 32 anos de vida pública. É só uma questão de tempo até eles desistirem dessa narrativa por falta de provas”, declarou.

Durante o depoimento o deputado apresentou documentos e vídeos para rebater as acusações de envolvimento com as negociações da Covaxin e de interferência no Ministério da Saúde. O deputado foi interrompido diversas vezes pelos senadores da oposição.

Em relação a uma nova convocação para depor na CPI, o líder do Governo Jair Bolsonaro disse que está preparado com provas documentais e se colocou à disposição para um novo depoimento.

“Virei quantas vezes for necessário, só me convocar, eu entrei no Supremo Tribunal Federal para vir a CPI. Responderei a tudo, mas não vou permitir que narrativas mentirosas se repitam, sem o contraditório. Não vou permitir que a CPI continue tentando imputar a mim fatos inverídicos”, salientou

“A CPI precisa respeitar as regras. Eu tenho imunidade parlamentar dentro ou fora da CPI. Eu vou emitir minha opinião em qualquer lugar. Se eles querem me convidar que saibam que é para um embate tão bom quanto de hoje. Eles vão se preparar melhor, e eu também”, frisou

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Categorias e tags

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.