Debates sobre pedágio e pandemia movimentam Alep

Parlamento paranaense é exemplo para todo país

Debates sobre os desdobramentos do combate à pandemia da Covid-19 e sobre o novo modelo de contrato dos pedágios em todo o estado marcam esta semana de trabalho que antecede o feriado de Páscoa na Assembleia Legislativa.

Estão também marcados encontros para discutir temas relacionados à habitação, à educação e à segurança do trabalho, além da realização das reuniões das Comissões temáticas da Casa e sessões plenárias.

 

Os eventos, conforme determina os protocolos sanitários oficiais de distanciamento social, serão todos realizados de maneira remota, por meio da ferramenta Zoom. Além disso, todas as sessões, audiências e reuniões serão transmitidos pela TV Assembleia, site e pelas redes sociais da Assembleia.

Covid-19 Na segunda-feira (29), a Frente Parlamentar do Coronavírus, coordenada pelo deputado Michele Caputo (PSDB), realizou, a partir das 9 horas, sua 16ª reunião, que contou com a participação de representantes do Poder Executivo que falaram sobre os últimos acontecimentos relacionados à compra de vacinas e sobre o Consórcio Paraná Saúde.

Ainda na pauta do encontro estiveram temas como o desenvolvimento de um imunizante desenvolvido pela Universidade Federal do Paraná, a situação dos hospitais psiquiátricos ao longo da pandemia e a questão do estoque de oxigênio em todo o estado.

Pedágio  Já na quinta-feira (1º), véspera de feriado, às 9 horas, a Frente Parlamentar Sobre o Pedágio promove audiência pública remota em Paranavaí. O encontro reunirá entidades representativas e autoridades locais da região para dialogar sobre o encerramento dos atuais contratos de pedágio e a nova licitação para concessão das rodovias paranaenses. “O objetivo é ouvir as expectativas da sociedade sobre o modelo que vai ser adotado para o pedágio pelos próximos 30 anos no Paraná e apresentar essas demandas à ANTT”, destaca o coordenador da Frente Parlamentar, deputado Arilson Chiorato (PT).

Educação e Habitação  O deputado Goura (PDT) é o proponente de duas audiências públicas ao longo dessa semana. Na segunda-feira (29), logo após a sessão plenária remota, será realizada uma aula publica com o tema “Curitiba e as Políticas de Habitação de Interesse Social e Direito à Moradia”. No dia seguinte, na terça-feira (30), a partir das 10 horas, o assunto será a Lei da Universalização das Bibliotecas Escolares (Lei Federal nº 12.244/2010). Essa legislação determina que todas as instituições de ensino do país, públicas e privadas, deverão contar com acervo mínimo de um título para cada aluno matriculado.

Segurança do Trabalho Na quarta-feira (31), por proposição do deputado Arilson Chiorato (PT), ocorre, a partir das 9h30, a audiência pública “A saúde e Segurança dos Trabalhadores do Setor Frigorífico em discussão – Revisão da NR 36”. A NR 36, assim como outras normas, tem o objetivo de garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores, bem como a proteção do meio ambiente. Desde o ano passado, porém, as normas passam por revisão no Governo Federal.

Por fim, na quinta-feira (1º), o deputado Professor Lemos é proponente da audiência pública que vai debater a falta de acesso à energia elétrica em ocupações urbanas e rurais. O encontro terá início às 14 horas.

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.