Arns pede agilidade na vacina de deficientes

Senador inclui pessoas com doenças raras também 

Durante audiência pública realizada nesta semana pela Comissão Temporária da Covid-19, o senador Flávio Arns pediu ao ministro Marcelo Queiroga que o Ministério da Saúde aborde o tema da vacinação de pessoas com deficiência e com doenças raras com mais clareza. O senador destacou a importância da vacinação deste público pela grande vulnerabilidade e risco de complicações que sofrem em relação à doença, além de cobrar que a imunização dessas pessoas seja agilizada.
No ano passado, em conjunto com a senadora Mara Gabrilli, Arns já havia encaminhado pedido ao Ministério da Saúde para que pessoas com doenças raras, pessoas com deficiência e seus cuidadores fossem incluídos entre as populações-alvo prioritárias da campanha de vacinação contra a Covid-19, no âmbito do Programa Nacional de Imunizações (PNI).
Na justificativa do pedido, Arns e Gabrilli alegaram que as pessoas com deficiência ou com doenças raras apresentam maior vulnerabilidade e com isso são mais expostas ao risco de contaminação pela Covid-19, seja por deficiência da imunidade ou por causas genéticas ou metabólicas.
Sabemos que é necessário estabelecer gradações de prioridade. Mas não podemos deixar para trás grupos de pessoas vulneráveis. Muitas vezes, quem tem uma doença rara ou uma deficiência é invisível para o governo
“Sabemos que é necessário estabelecer gradações de prioridade. Mas não podemos deixar para trás grupos de pessoas vulneráveis. Muitas vezes, quem tem uma doença rara ou uma deficiência é invisível para o governo. Não podemos deixar isso acontecer”, afirmaram no documento.
Nesta terça-feira (30), Arns reforçou a necessidade em novo pedido encaminhado ao Ministério da Saúde e à coordenação do PNI. “Pedimos que o ministro venha a público informar ao  país sobre medidas oficiais a serem adotadas pelo Ministério da Saúde, inclusive para amenizar a angústia pela qual passam essas pessoas”, destacou o parlamentar.
Em ofício destinado à primeira-dama Michelle Bolsonaro, Arns já havia solicitado maior atenção a esta demanda. “Devemos unir nossos melhores esforços para vacinarmos com prioridade às pessoas com deficiência, pelos naturais agravamentos à saúde que apresentam”, salientou o senador.

 
Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.