Assembleia vota PEC que cria o Departamento de Polícia Penal

A votação ocorrerá em duas sessões plenárias nesta segunda-feira (18)

 

Os deputados iniciam na segunda-feira (18) a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 1/2021, de autoria do Poder Executivo, que propõe a criação do Departamento de Polícia Penal (DEPPEN). O texto está pautado para ser votado em primeira e em segunda discussões em duas sessões plenárias, sendo uma ordinária e outra extraordinária. Por se tratar de PEC, é necessário no mínimo 33 votos favoráveis para a sua aprovação, em dois turnos.

O objetivo do governo é a harmonização da legislação estadual com a uma recente alteração constitucional promovida pela Emenda Constitucional 104/2019, que previu a existência da Polícia Penal entre os órgãos integrantes da Segurança Pública. A matéria vai para votação em plenário na forma de um substitutivo geral apresentado pelo deputado Delegado Jacovós (PL), relator do texto na Comissão Especial que analisou a PEC.

Com a criação, o Governo pretende que o Departamento de Polícia Penal fique responsável pelas questões relativas aos presos no Estado do Paraná, com atos de gestão, fiscalização, controle e segurança de unidades penais, além da fiscalização do cumprimento das medidas alternativas à prisão, como o monitoramento eletrônico por meio de tornozeleiras.

Previdência complementar Assinado pelo Poder Executivo, o projeto de lei 471/2021, que institui o Regime de Previdência Complementar para os Servidores do Estado, também está pautado para as sessões de segunda-feira para ser apreciado em primeiro e em segundo turnos. O texto determina que o modelo proposto será facultativo para os servidores que se encontram em efetivo exercício e obrigatório para os que ingressarem no serviço público após a sua vigência.

Segundo a proposição, poderão aderir ao Regime de Previdência Complementar, de forma voluntária, servidores temporários, comissionados, militares, servidores de outros entes federados, empregados de sociedades de economias mistas e de empresas públicas, desde que sem contribuição do patrocinador. A matéria ressalta que o Governo do Estado do Paraná será o patrocinador do plano de benefícios do Regime de Previdência Complementar.

O texto diz que farão jus à contribuição do Estado, a título de contrapartida, os que receberem vencimentos acima do limite máximo dos benefícios do Regime Geral de Previdência Social, que atualmente é de cerca de R$ 6,5 mil. A contrapartida será no máximo paritária à do participante, não podendo exceder ao percentual de 8,5% sobre esse excedente remuneratório.

Segurança Assinado pelos deputados Alexandre Curi (PSB), Luiz Cláudio Romanelli (PSB) e Ademar Traiano (PSDB), o projeto de lei 359/2020, que garante mais segurança ao consumidor, sobretudo àqueles que usam box em vidro nos banheiros, será votado em primeiro turno. A proposta determina às empresas que comercializam vidros para box de banheiro a informar ao consumidor os tipos de vidros de segurança existentes no mercado e que ajudam a evitar acidentes.

Segundo a proposta, os acidentes domésticos envolvendo esses vidros são muito comuns e as causas são variadas. A quebra pode ser resultado de rachadura e lascas na superfície ou impactos sofridos pelo vidro, que acumula tensões até chegar ao limite e quebrar, sem necessariamente haver o contato do usuário.

Ovinocaprinocultura Os parlamentares votarão em primeira discussão o projeto de lei 849/2019, do deputado Anibelli Neto (MDB), que propõe uma política de incentivo à ovinocaprinocultura no Estado. O objetivo é promover o aumento da escala e a padronização da produção, a regularidade do fornecimento, o estímulo ao beneficiamento e a melhoria da qualidade dos produtos oferecidos ao consumidor. A iniciativa pretende também garantir o melhoramento genético dos animais, com o desenvolvimento de raças mais produtivas.

Sanepar O projeto de lei 357/2021, que altera a Lei n° 17.992/2014, que dispõe sobre o capital social autorizado da Sanepar, será votado em primeiro turno. De acordo com o Executivo, a proposição tem como objetivo aumentar o capital social da estatal de R$ 4 bilhões para R$ 6 bilhões.

Defensoria Pública De autoria da Defensoria Pública do Estado do Paraná, o projeto de lei 322/2021, que cria 90 cargos no quadro de pessoal do órgão, está pautado para ser votado em segundo turno. De acordo com o órgão, a proposição visa atender a crescente demanda por servidores na Defensoria, seja na atuação administrativa ou na atividade-fim, bem como diante do alto índice de evasão dos poucos cargos de nível superior que possui, o que tem gerado grandes empecilhos de gestão da instituição.

Calamidade Durante a sessão ordinária de segunda-feira, os parlamentares votam em redação final o projeto de decreto legislativo 25/2021, assinado pela Comissão Executiva da Casa, que reconhece o estado de Calamidade Pública a mais 12 municípios paranaenses devido à pandemia da Covid-19.

Cicloturismo Também será votado em redação final o projeto de lei 701/2020, do deputado Goura (PDT), que institui o Circuito Cicloturístico Quilombos da Ribeira e Parque das Lauráceas. Já o projeto de lei 551/2020, que cria o Circuito Turístico Rota Vale do Ivaí, abrangendo 10 municípios, será apreciado e votado em primeira discussão. O texto é de autoria dos deputados Goura (PDT), Rodrigo Estacho (PV) e Evandro Araújo (PSC).

As homenagens e as audiências, além das sessões plenárias, serão transmitidas pela TV Assembleia e pelas redes sociais da Casa. 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.