Técnicos se reúnem para analisar reservatórios

A Duke Energy inicia nesta segunda-feira (30) mais uma série de reuniões com o intuito de apresentar os procedimentos adotados na operação dos reservatórios de oito usinas hidrelétricas sob sua concessão, no Rio Paranapanema. Os encontros serão realizados em oito cidades paulistas e paranaenses vizinhas a seus empreendimentos, e deverão reunir imprensa, representantes das prefeituras, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Ambiental, e interessados em geral.Em Jacarezinho,será às 14 horas na sala de licitação da prefeitura._x000D_
_x000D_
As primeiras atividades ocorrem segunda-feira em Piraju, às 9h, e em Ourinhos, às 14h30. Na semana posterior os técnicos da empresa seguem com explanações nos municípios paranaenses de Jacarezinho, Jardim Olinda e Porecatu, e nos paulistas de Salto Grande, Teodoro Sampaio e Rosana._x000D_
De acordo com André Guimarães, da área de Relações Institucionais, a série de reuniões é promovida anualmente, com o intuito de aproximar a comunidade e expor informações de como a concessionária operasuas usinas e reservatórios especialmente no período das chuvas que iniciou em novembro._x000D_
“Nossos técnicos detalham sobre o gerenciamento das usinas e os procedimentosadotados junto aosreservatórios em épocas nas quais haja tendência de cheias ou secas. Por isso, é importante que todos participem e conheçam a operação destes reservatórios que fazem parte do cotidiano dos municípios vizinhos aos empreendimentos da Duke Energy”, enfatiza Guimarães._x000D_
Entre as explanações estão o cenário climatológico e o contingenciamentoseguido pela empresa nos cenários de cheias e também em situações de escassez de chuvas._x000D_
Com o objetivo de avaliar, minimizar e eliminar, sempre que possível, cheias na Bacia do Paranapanema, a empresa implantou o Sistema para Operação em Situação de Emergência (Sosem). Por meio dele, a empresa mantém equipes prontas para agir, de forma imediata, no gerenciamento das hidrelétricas, atuando com base em procedimentos e ações previamente estudados._x000D_
“Além de tomar as providências preventivas e corretivas necessárias à integridade e segurança das usinas, o sistema considera os interesses e a segurança das comunidades ribeirinhas. Este trabalho também é relatado durante reuniões programadas”, acrescenta Marcos Galera, gerente do Centro de Operações do Sosem._x000D_
Para manter a população informada, a companhia aindadisponibiliza o Telecheia (0800-7702428), um serviço 24 horas para atender ribeirinhos, produtores rurais e autoridades. Outras informações sobre as vazões do Rio Paranapanema também podem ser obtidas no site www.duke-energy.com.br._x000D_
A Duke Energy Brasil opera e administra oito usinas hidrelétricas instaladas ao longo do rio Paranapanema e duas pequenas centrais hidrelétricas no rio Sapucaí-Mirim, com um total de 2.274 megawatts (MW) de capacidade instalada. Em 2014, a companhia gerou 11,2 milhões de MWh, energia suficiente para abastecer 5,6 milhões de famílias ou 22 milhões de habitantes. Com cerca de 300 empregados no país, a Duke Energy Brasil representa o maior investimento internacional da norte-americana Duke Energy Corp.,a maior companhia de serviços públicos dos Estados Unidos.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.