Sistema elétrico tem recorde de obras

Em 2015, a Copel concluiu o maior volume de obras em distribuição já executado em um ano. A companhia fez 22 mil obras de expansão e modernização da rede elétrica, uma média de 60 por dia. Ao final do ano, foram adicionados ao sistema elétrico dez novas subestações, 500 km de novas linhas de transmissão e dois mil km de redes de distribuição.
Nos últimos quatro anos, a Copel investiu R$ 8 bilhões em todos os segmentos em que atua. Mais de R$ 3 bilhões foram aplicados somente em obras para modernizar o sistema elétrico do Paraná. “São obras de complexidade variada, da instalação de equipamentos para automatizar a rede a grandes subestações. Todas são importantes para mantermos uma política de investimentos sólida, que contribua para o desenvolvimento do Estado”, ressalta o presidente da Copel, Luiz Fernando Leone Vianna.
“Com essas obras, temos melhorado muito a qualidade do fornecimento de energia em todas as regiões, provendo infraestrutura para o crescimento de indústrias, empreendimentos comerciais e para a atividade agrícola, além de diminuir o risco de interrupções do fornecimento”, esclarece.
Um dos exemplos é a Subestação Jardim das Américas, inaugurada em Curitiba em 13 de janeiro. Com investimentos de R$ 28 milhões, a unidade contribui para deixar o sistema elétrico da capital ainda mais seguro e estável. A nova unidade serve como uma alternativa de desvio de fluxo de carga, prevenindo o corte no fornecimento de energia aos consumidores em caso de contingências.
Em 2016, a Copel vai intensificar a modernização do sistema, com novas subestações, linhas de transmissão, redes de distribuição e equipamentos de automação, que aumentam a confiabilidade do sistema.
Para beneficiar especificamente o consumidor rural, a Companhia lançou o Programa Mais Clic Rural, que vai investir R$ 500 milhões para levar o conceito de redes inteligentes ao campo. O objetivo é utilizar a automação para melhorar a qualidade do fornecimento de energia da área rural.
De acordo com o diretor-presidente da subsidiária Copel Distribuição, Antonio Guetter, a combinação entre os investimentos em tecnologia e o aumento na produtividade das equipes foi determinante para realizar o maior volume de obras da história da Copel Distribuição com muita gestão e comprometimento dos copelianos.
“Tivemos um aumento de cerca de 30% no trabalho feito pelas equipes. Com essa produtividade, podemos executar as obras de programas futuros, como o Mais Clic Rural, de modo muito mais eficiente”, conclui Guetter.
Com 4,3 milhões de consumidores, a Copel é quarta maior distribuidora em número de consumidores do País e a terceira em consumo de energia. A empresa atende a uma área de concessão de quase 195 mil km², com 192 mil km de linhas de distribuição e 362 subestações.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.