Secretaria de Esportes amplia apoio em Andirá

O secretário municipal de Esportes de Andirá, Daniel Martins, visitou nesta segunda-feira (16) a sede onde são realizados cursos de artes marciais em Andirá. Ele foi recebido pelo treinador e Presidente da Associação de Jiu Jitsu, Perterson Lourenção, professor Faixa Preta na categoria e membro da Confederação Brasileira.
A sala de treinos fica no Estádio João Hermógenes de Andrade (Andradão) e atende gratuitamente jovens interessados na modalidade esportiva. “Todo início de ano nós reformulamos o planejamento de atendimentos e projetos. E eu queria muito ver quais outras possibilidades de apoio nós podemos dar a Associação que atende os nossos jovens que gostam e que sonham em ser um atleta nesta área das artes marciais”, disse o Secretário.
A secretaria de Esportes, cede o espaço físico para a Associação e, no ano passado, a pedido do professor, comprou o forro para melhorar o local, deixando mais confortável. “Com o novo forro melhorou muito a questão da limpeza. Era muito insalubre, a gente tinha preocupação com a saúde das crianças. Agora está resolvido”, disse o Presidente da Associação, que pediu ao Secretário apoio para aquisição de kimonos para os alunos e estrutura financeira e de suporte para que os alunos possam participar de campeonatos, seminários.
O Secretário informou que pelo fato de ser uma Associação precisa haver um convênio firmado entre a instituição e a Prefeitura, para que haja possibilidade de direcionamento de aporte . No período da tarde, ele se reuniu com a procuradora do município, Paula Peres, do departamento jurídico, para verificar a possibilidade do apoio requerido para a associação. “O que pudermos fazer, dentro da lei, nós vamos fazer por que o projeto é muito bom e acreditamos muito no poder de intervenção social do esporte. Temos outra reunião agendada para tentar ampliar apoio”, disse Martins.
O Secretário também informou que já ordenou a troca do sistema elétrico para que possam ser instalados os aparelhos de ar condicionados e ventiladores que, hoje, somente um está em funcionamento. “Há outras formas de parcerias com o setor privado que nós também podemos articular e tentar unir forças para ajudar este projeto. Vamos ver tudo o que for possível, dentro da lei, para ajudar o projeto”, finalizou.

cadin1

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Categorias e tags

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.