Santo Antônio registra 30 incêndios num só dia(vídeos)

Ocorrências tendem a continuar se não chover hoje e amanhã

Terça e principalmente nesta quarta-feira, dia 11, aconteceram incêndios ambientais em várias regiões de Santo Antônio da Platina, como no  loteamento Jardim Bellagio, onde o fogo passou de um lote para o sítio vizinho chamado “Rancho Guanabara” (foto e vídeo).

O proprietário, Marcelo Eleutério, se assustou com o sinistro, “atingiu cerca de 60 por cento da área; é necessário deter os criminosos que provocaram essa situação”, afirmou.

O corpo de bombeiros local tem optado por atender apenas os mais graves, onde há risco de queimar imóveis e as chamas invadir residências. Em 24 horas foram mais de 30 chamadas. A corporação atende na maioria terrenos baldios em chamas.

O problema não é só em Santo Antônio da Platina. Em Ribeirão do Pinhal, por exemplo, a fazendeira Simone Furtado denunciou para a reportagem que irresponsáveis jogam bitucas de cigarros nas vegetações secas na beira da PR-439, ocasionando na sequência grandes queimadas.

O ambientalista e empresário Henrique Glovacki (diretor da SLB no Brasil) também está indignado com o número elevado de casos na zona urbana platinense.

Ele filmou e fotografou incêndio nesta quarta próximo do posto Santa Rita, às margens da BR-153, no entorno do Centro de Eventos e a boate Luz de Lua, , cujo dono, o médico dermatologista Saulo José de Araújo, informou não ter havido danos patrimoniais (fotos e vídeo).

Dr. Saulo é precavido, conforme relatou ao npdiario. Instalou uma mangueira tipo bombeiro dando a volta toda na área e, como não foi a primeira vez, combateu de forma eficiente (foto abaixo).

Incêndio ambiental é um fogo descontrolado que ocorre em terreno florestal ou silvestre, com capacidade de ganhar tamanho ou mudar de direção muito rapidamente superando obstáculos naturais ou criados pelo homem, utilizando a matéria orgânica existente nesses lugares como combustível.

Segundo a  tenente Ivna Caroline Dias do Setor de Comunicação Social do 7º SGBI(Subgrupamento de Bombeiros Independente) nesta época do ano, tornam-se recorrentes os chamados para atendimento de incêndios ambientais, em razão das baixas temperaturas e da falta de chuva, o solo e os vegetais ficam mais secos, o que facilita a ignição e propagação do fogo.

Vale salientar que a ação humana com fogueiras mal apagadas, descarte de cigarros em locais inapropriados, queima de entulho, descuido na queima para limpeza de terrenos, quedas de balões acesos e até mesmo o descarte de papéis de bala ou garrafas de vidro no meio ambiente que podem funcionar como uma lupa.
Nesse sentido, o 7º SGBI orienta a população do Norte Pioneiro a evitar principalmente as queimadas com objetivo de limpeza de terrenos e quintais, bem como em plantações para renovação do solo, pois existe a possibilidade real de se perder o controle do fogo, podendo se alastrar e tomar grandes proporções.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.