Sancionada lei da campanha pelo fim da violência contra a mulher

Dados apontam crescimento de homicídio de mulheres no Brasil

O Paraná agora integra um grupo de mais de 100 países que lutam pelo fim da violência contra a mulher. O governador Ratinho Junior sancionou no último a lei 20.234/2020, aprovada na Assembleia Legislativa, que institui a campanha estadual de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres.

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), um dos autores da proposta, disse que, com a sanção o Paraná integra um seleto grupo que acredita na informação como a melhor forma de vencer a violência, sobretudo contra a mulher.

 

A violência contra as mulheres está longe de ser resolvida sem que haja campanhas de conscientização, políticas públicas de proteção à mulher e ações de prevenção. Com essa lei, damos um importante passo nessa direção

A proposta é de autoria conjunta com as deputadas Cristina Silvestre (CDN), Luciana Rafagnin (PT), Cantora Mara Lima (PSC) e Maria Victória (PP) e o deputado Professor Lemos (PT).

Campanha — 
Os “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres” é uma campanha internacional da ONU (Organização das Nações Unidas), que dos dias 20 de novembro a 10 de dezembro a desenvolve em mais de 100 países.

Romanelli apresentou dados que apontam crescimento de homicídio de mulheres no Brasil. “Um estudo realizado em 2017 mostra que 13 mulheres são assassinadas por dia no Brasil. Precisamos conscientizar a todos que, em casos de violência contra a mulher, o problema não é só do vizinho, é nosso também”, alerta o deputado.

Novembro Laranja 
Com a sanção, o Estado inclui no calendário oficial de eventos, a campanha 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher”. No Brasil, a campanha começa no Dia da Consciência Negra (20 de novembro) e termina no Dia Internacional dos Direitos Humanos (10 de dezembro).

A proposta é fazer com que o Paraná atinja os objetivos do Plano Nacional de Combate à Violência Doméstica contra a Mulher, instituído pelo decreto federal 9.586, de 27 de novembro de 2018.

Durante o mês de novembro, segundo o deputado, serão realizadas ações diversas para lembrar a importância de se combater a violência contra a mulher. Uma das ações é iluminar os prédios públicos com a cor laranja, símbolo da campanha.

 

É uma ação que parece ser simples, mas nos faz lembrar de que a luta pelo fim da violência contra a mulher é de todos nós. Queremos com essa lei equiparar o estado do Paraná aos mais de 100 países integrantes da ONU que já aderiram à campanha

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.