Civil platinense apura homicídio

Briga banal foi motivo do homicídio violento

Na noite de domingo, às 23h, um homicídio foi registrado no bairro Aparecidinho II, localizado em Santo Antônio da Platina. De acordo com as informações, um homem de 24 anos invadiu a residência armado com um revólver, calibre 32.

Ao entrar em luta corporal com um adolescente, de 17 anos, efetuou quatro disparos de arma de fogo, atingindo-o nos braços, pernas e cabeça. O menor reagiu, pegou uma faca e deu golpes no invasor, mesmo estando ferido. A mãe do jovem, que também estava no local, saiu em defesa do filho e, com a ajuda de uma tesoura, atingiu o agressor, que acabou fugindo. Em seguida, a polícia foi acionada, pois o corpo dele foi encontrado em óbito nas proximidades.

O menor foi encaminhado ao hospital para atendimento e já foi ouvido pela Polícia Civil. Em depoimento, confirmou a versão de que a casa foi invadida e apenas reagiu às agressões, bem como, informou que poucas horas antes teve uma briga com o homem, pois ele desceu de um veículo na rua onde mora e saiu brigando também com outro rapaz que estava no local, além de ter dado um tapa em seu rosto e realizado ameaças, dizendo que “de hoje eles não passavam”.

A mãe do adolescente, de 39 anos, foi ouvida logo em seguida ao episódio e alegou que agiu em legítima defesa do filho, uma vez que deu as tesouradas para protegê-lo dos disparos de arma de fogo. Em razão das provas colhidas até o momento ela foi liberada.

A equipe de investigação da Delegacia de Santo Antônio da Platina ainda realiza investigações para apurar o caso.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.