Hospital Regional humaniza tratamento de pacientes

Celular serve como ponte emocional entre pacientes e familiares

Um projeto desenvolvido no Hospital Regional do Norte Pioneiro, em Santo Antônio da Platina (foto) está trazendo mais esperança e conforto emocional para pacientes internados na Ala Covid, possibilitando o contato com a família, através do uso de um aparelho celular (smartphone) disponibilizado pela instituição, especialmente para essa finalidade.

O Regional é um unidade administrada pela FUNEAS(Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Paraná).

 

O médico responsável pela UTI Covid do HRNP, Diego Ralph Burani (foto), conta que os pacientes internados naquela unidade, durante o tratamento e por medida de precaução, não podem receber visitas e fazer o uso do celular pessoal, gerando apreensão, insegurança ou, em alguns casos, sensação de abandono.

Comovida pela situação, a equipe assistencial do HRNP começou a oferecer chamadas de vídeos entre os pacientes e seus familiares, utilizando seus próprios aparelhos, e os resultados foram surgindo, “percebemos o quanto isso fazia a diferença”, disse Burani.

Com esta nova perspectiva, o médico buscou alternativas junto a algumas empresas locais, “expliquei que o bem estar do doente, em um contexto biopsicossocial, contribui muito para o desfecho satisfatório dessa doença, e que estamos buscando, cada vez mais, um trabalho humanizado”, relatou.

 

Para o diretor-presidente da FUNEAS,  Marcello Machado (foto), ações como esta mostram que as equipes das unidades hospitalares, estão cada vez mais empenhadas e voltadas a processos de trabalho em que a humanização está inserida, em que a recuperação do paciente é a prioridade.

“Parabenizamos todos os envolvidos neste projeto, que está trazendo mais esperança aos pacientes e seus familiares, principalmente neste momento difícil e delicado de pandemia. Através das nossas diretorias estamos dando todo o apoio necessário para que projetos voltados para a qualidade e humanização sejam implementados, e isso impacta diretamente no atendimento aos paranaenses”, afirma.

A diretora-geral, Márcia Altvater Vilas Boas (foto) agradeceu a toda diretoria da Funeas, os colegas de trabalho e o secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto.

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.