Denúncias graves atingem Assistência Social

A promotora de Justiça Maricléia,Antônio Donizete da Silva Godoy, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da criança e do Adolescente de Santo Antônio da Platina,a presidente do Conselho Tutelar, Rosemari Alcântara Bertolini, entre outros, participaram de uma reunião tensa na manhã desta terça-feira, dia dois, no fórum Desembargador Octávio do Amaral.Trataram da crise que atinge a Casa Lar Cantinho do Céu(fotos) em Santo Antônio da Platina.
A promotora Maricléia Bório não pode comentar,pois corre em segredo de justiça, já que se tratam de adolescentes e crianças envolvidas.
A entidade foi aberta para manter abrigadas crianças em exclusão social(pais drogados, bêbados ou presos), fora da escola, com necessidades básicas como comida e remédio,por exemplo.

A presidente do CT foi procurada pela reportagem e se mostrou indignada com a situação, “o fato é que o diretor de Assistência Social é incompetente e se omite sempre”,afirmou, de forma contundente e categórica.
De acordo com Rosemari,Junior não tem atuado para evitar problemas graves,como foram os casos recentes de agressões físicas dentro da instituição,uma menina abrigada no local que engravidou aos 14 anos(o que constitui estupro de vulnerável), relacionamento belicoso com a maioria das 13 funcionárias do Lar etc, ” no caso da menor grávida, ela fugiu e ficou alguns dias fora e depois retornou, é preciso apurar, mas e a falta de leite e cestas básicas que a população pobre é obrigada a se humilhar e suplicar através dos meios de comunicação? Ele não explica e nem faz nada de maneira agregadora”,denuncia.
Ela tem detalhado a situação desde o ano passado,protocolando pedidos de providências nos órgãos competentes.No início desta semana – após novas situações de risco – resolveu tomar uma medida drástica: Nenhum dos cinco conselheiros tutelares vai encaminhar menores para a Casa Lar até que tudo seja resolvido, “temos medo de levar crianças lá, não temos mais segurança”,argumenta.
O diretor municipal de Assistência Social, Israel Junior, também estava na reunião no fórum.Ele prometeu, na oportunidade, que até o dia 19 contratará mais 7 funcionários para o abrigo(contraditoriamente,ele demitiu uma funcionária dias atrás).
A reportagem procurou o diretor,por celular,mas ele não atendeu a ligação(conhece os números do npdiario).
Assumidamente vaidoso, Junior tem provocado atritos em vários setores da comunidade local, que espera sua demissão há pelo menos um ano e meio.
De acordo com as trabalhadoras da Casa Lar, seria “arrogante” no trato com todas.
Politicamente, estaria fazendo circulando a notícia de que seria candidato a vice na chapa da pretendida reeleição de Pedro Claro.Teria viajado a Curitiba, com dinheiro público pago via diárias, para se encontrar com o assessor da vice-governadora Cida Borguetti para “pedir” o PSDB, do qual seria, então, o presidente. Detalhes: Cida se elegeu pelo PROS(Partido Republicano da Ordem Social) e a sigla, PSDB, está com o ex-prefeito Flávio Maiorky há muitos anos.Os tucanos,a propósito, estão na base do governo municipal.
O diretor nunca soube lidar com a Imprensa responsável, pois não aceita o contraditório.Seu afastamento é aguardado e, se permanecer, o desgaste atingirá o prefeito e toda a equipe da atual administração.Pedro Claro, avaliam apoiadores e adversários, não estaria disposto a suportar problemas pela apontada incompetência do diretor e macular sua imagem.Hoje, é favorito no pleito.
Atualmente, a Casa Lar tem 17 internos.
“A situação passou do limite e está insustentável”,crava a presidente.

Leia também:
http://npdiario.com/noticias-da-regiao/2016/conselho-tutelar-de-santo-antonio-da-platina-e-empossado-para-mandato-de-quatro-anos/

Você terminou a leitura, navegue pelas nossas notícias a seguir

Categorias e tags

Compartilhar essa notícia

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Share on email
Share on whatsapp

Siga-nos

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.