Professor conclui autobiografia

Icônico profissional também deixa mais de três mil cadernos com anotações escritas a mão relatando história de sua cidade natal

O professor Israel Pereira de Castro (fotos) fez o registro escrito da própria existência, selecionando e narrando acontecimentos que considera fundamentais. Aos 85 anos, depois de oito cirurgias, aparenta estar sereno e sinalizou, durante visita ao npdiario, que não publicará a obra e nem a história definitiva do  município, tão esperada pela comunidade.

Ele possui 31 cadernos (mais de 3.100) lotados de informações manuscritas, extraídas de documentos ou de informações orais (pesquisa iniciada em janeiro de 1997 e encerrada em dezembro de 2006).

E também centenas de documentos abrangendo o campo da pesquisa histórica.

Só que não tem e-mail, não navega em redes sociais e diz estar gratificado com o que vivenciou. Sem frustração, comentou estar feliz e satisfeito.

Homem de posses, poderia viajar pelo mundo, manter um cotidiano de luxo e não o fez por opção. “Da família, sobrou eu e minha filha, que nunca se casou nem deixou herdeiros”, disse, tranquilo.

Um dos seus maiores legados hoje é ter sido professor de Português durante muitos anos, inspirando milhares a ler e escrever bem. Na época, exercia sua profissão sempre bem humorado, fazia piadas com os alunos, comportamento que também o diferenciava de forma positiva.

Nenhuma descrição disponível.

Nasceu em Santo Antônio da Platina na fazenda Palmital, divisa com o ribeirão Boi Pintado, seus pais possuíam terras onde hoje se encontram implantados: Colorado Country Club, Hospital Regional do Norte Pioneiro, Jardim Monte Verde, Residencial “Riviera Park”, Residencial Eunice Eleutério da Silva e Residencial Bellagio.

Registro de nascimento aos nove dias de fevereiro de 1936. No ambiente campesino de seu nascimento, viveu até os 16 anos quando, com a morte do pai, se mudou para a então incipiente Vila São José, na mesma cidade.

Concluídos os estudos fundamental e médio, transferiu-se para Curitiba e, depois, Londrina, buscando formação superior e novos horizontes profissionais.

Em 1962, de volta à sua terra natal, se casou, em 1967, com a Professora América Aparecida Silva Castro. Ela, platinense nata, normalista (em 1950) e, após o casamento, Licenciatura Plena em Pedagogia (em 1968) e Matemática (em 1975), de saudosa memória falecida em Curitiba, em 06/06/2000,

Da união, nasceu a filha Cybele da Silva Castro, também platinense nata, médica pela Universidade Federal do Paraná, pós-graduada em Saúde Pública, especialista em três áreas: Clínica Médica, Nefrologia  – com complementação de estudos em Madrid(Espanha) e Londres(Inglaterra) – além de Medicina Intensiva, atualmente clinicando em Curitiba.

Nenhuma descrição disponível.

Vereador pela coligação P.S.D./U.D.N nas eleições de 1963, diplomado como Dr Israel Pereira de Castro, tendo exercido a vereança até 11/03/1965, quando renunciou a fim de poder frequentar, com assiduidade e maior aproveitamento, o Curso Superior de letras.

Foi Presidente do Diretório Municipal da Aliança Renovadora Nacional (ARENA), partido que dava sustentação ao regime.

Fazendeiro em Sapopema, com bovinocultura de cria de corte (Fazenda Iacy) em Santo Antônio da Platina, no distrito de Conselheiro Zacarias, juntamente com a esposa em terras herdadas do pai dela (Estâncias: Arizona e Santa Terezinha), com bovinocultura de cria de leite.

Possui o Título merecido de Cidadão Benemérito de Santo Antônio da Platina. “pelos relevantes serviços prestados à comunidade”.

Ao final da animada visita ao jornal do ex-aluno, saiu andando a pé, embarcou no carro próprio e retornou à sua residência. Dirigindo seu destino.

 

Nenhuma descrição disponível.

 

Nenhuma descrição disponível.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.