“Por um Futuro Sustentável” no Norte Pioneiro

Começa mais uma temporada de apresentações da peça teatral “Por um futuro sustentável”, que percorrerá 30 municípios paranaenses e paulistas da Bacia do Paranapanema. As primeiras cidades do Paraná a receberem o evento serão Cambará, nesta terça-feira, dia primeiro, Jacarezinho, dia dois e Ribeirão Claro, dia três.

Com uma temática ambiental, o espetáculo tem como público-alvo crianças de oito a 12 anos. A peça é realizada por meio da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério Federal, com parceria entre a companhia Ciência Divertida e as secretarias municipais de Educação e de Cultura, além do patrocínio da Duke Energy.
Em Cambará, a apresentação será às 14 horas, no Espaço Cultural Nilza Furlan. Na quarta-feira é a vez dos alunos de Jacarezinho, que recebem o espetáculo às 8h30m, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Renato Azzolini. Ainda em Ribeirão Claro, na quinta-feira, a atração ocorre às 14 horas, na secretaria municipal de Educação.
Em território paranaense, na próxima semana, o espetáculo será apresentado em Carlópolis, Siqueira Campos, Salto do Itararé e Santana do Itararé. As apresentações prosseguirão até o dia 18 de março.
De acordo com André Guimarães, da área de Relações Institucionais da Duke Energy, a atividade visa proporcionar conhecimento de forma interativa e dinâmica. “A peça apresenta como funciona uma usina hidrelétrica. As crianças aprendem o princípio da geração dessa energia limpa e renovável com a ajuda de uma maquete,o que facilita o entendimento”, afirma.
Ainda com a participação dos estudantes, o espetáculo de 60 minutos aborda também a importância de preservar os recursos naturais e o consumo consciente da água.

Sinopse

Em síntese, a história da peça “Por um futuro sustentável”é contada por um cientista maluco que, perdido no espaço, volta do futuro para prevenir a humanidade sobre os problemas que ele viu. Para tanto, anuncia que as pessoas precisam mudar seus hábitos de consumo na atualidade.
Assim, as crianças são convidadas a se transformarem numa máquina “sustentável” e aprendem a identificar a origem das reservas naturais e como o uso delas afeta o planeta Terra e as florestas.
No ano passado, a peça percorreu outras 40 cidades paulistas e paranaenses da Bacia do Paranapanema, alcançando um público de 7 mil alunos de escolas municipais.

Sobre a Ciência Divertida

Criada na década de 90, na Espanha, com a missão de transformar a ciência em um jogo no qual as crianças descobrem e experimentam o mundo de forma lúdica e divertida, a Fun Science – Ciência Divertida – está presente em 37 países com 146 escritórios ao redor do mundo, por um sistema de franchising internacional. A proposta é estimular as crianças a descobrirem a ciência por meio de oficinas recreativas, permitindo a elas aprender e se divertir ao mesmo tempo, através dos experimentos científicos. Os ‘cientistas malucos’ propõem de forma teatralizada, oficinas interativas para o público de 4 a 17 anos. Conheça mais em www.cienciadivertidabrasil.com.br ou www.teatrodivertidoitinerante.com.br
A Duke Energy Brasil opera e administra oito usinas hidrelétricas instaladas ao longo do rio Paranapanema e duas pequenas centrais hidrelétricas no rio Sapucaí-Mirim, com um total de 2.274 megawatts (MW) de capacidade instalada. Em 2014, a companhia gerou 11,2 milhões de MWh, energia suficiente para abastecer 5,6 milhões de famílias ou 22 milhões de habitantes. Com cerca de 300 empregados no país, a Duke Energy Brasil representa o maior investimento internacional da norte-americana Duke Energy Corp.,a maior companhia de serviços públicos dos Estados Unidos.Por um futuro sustentável2 (1)

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.