Colégio aguarda licitação para passar por reforma

O Colégio Estadual Silvio Tavares, do ensino fundamental e médio, em Cambará foi, há alguns meses, acometido por um forte incêndio que destruiu, parcialmente, suas instalações fazendo com que os alunos fossem relocados para outras escolas do município._x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
Desde então toda a comunidade local, alunos, funcionários e país sofrem com a situação. Assim, logo após o incidente a chefe do Núcleo de Educação de Jacarezinho, Magda Cristina Souza Nogueira recorreu ao deputado estadual Pedro Lupion (Democratas) e à Secretaria Estadual de Educação. O parlamentar e a chefe já estiveram reunidos na secretaria para buscar a rápida recuperação das instalações do Colégio e o retorno, o mais breve possível, dos alunos às salas de aula. Na ocasião foram liberados recursos para obras de emergência. Naquele momento não aconteceu nenhum processo licitatório, uma vez que a legislação permite a liberação de recursos, sem licitação, em casos emergenciais._x000D_
Com o primeiro repasse o Colégio passou por uma limpeza dos destroços e entulhos e foi realizado uma avaliação estrutural do prédio, para apurar os prejuízos._x000D_
Logo após Pedro Lupion protocolou requerimento, junto à diretoria legislativa da Assembleia Legislativa do Paranà (ALEP), para encaminhamento ao governador e a Secretária Estadual de Educação solicitando, em regime de urgência, a reconstrução do Colégio Estadual. Em seguida a secretária estadual de educação, Ana Seres Trento Comim confirmou ao parlamentar a autorização para viabilização de R$ 776.307,47 para realizar obras de recuperação do Colégio._x000D_
“Há alguns meses, ao lado da chefe do núcleo, verificamos de perto tudo que o incêndio destruiu. O Silvio Tavares foi construído no governo Moisé Lupion, meu bisavô, por isso reiterei meu compromisso na recuperação do colégio”, confirma o deputado Pedro Lupion._x000D_
De acordo com a chefe do Núcleo de Educação, desde o anúncio da autorização do recurso, a empresa contratada para dar inicio as obras de recuperação teve problemas em cumprir o prazo do processo de licitação, exigido pela legislação para dar inicio a qualquer obra pública._x000D_
Ela explica que atualmente está sendo realizada uma nova licitação, via pregão eletrônico. Nesse caso a disputa pelo fornecimento do serviço é feita em sessão pública, por meio de propostas e lances, para classificação e habilitação do licitante com a proposta de menor preço. A inovação está no fato que é analisado apenas a documentação do participante que tenha apresentado a melhor proposta. “Com o pregão acreditamos que haverá uma brevidade nesse processo, que já foi prejudicado e consequentemente retardou o início das obras”, coloca Magda Nogueira._x000D_
Nesta semana a chefe do núcleo esteve, mais uma vez, em Curitiba. Acompanhada por um grupo de diretoras e pessoas preocupadas com a situação do Colégio, se reuniram com a secretária Ana Seres. “Ponderamos as prioridades imediatas para a reconstrução do Colégio e mais uma vez tivemos o comprometimento do governo do Paraná que está sendo um grande parceiro nessa questão,” destaca._x000D_
De acordo com a chefe, nesta sexta-feira, dia 20, os engenheiros e técnicos concluíram a nova planilha de custos e repassaram à secretaria estadual de educação (protocolo de tramitação nº13516039-3). “Tenho compartilhada a preocupação de todos com o Colégio, o deputado Pedro Lupion e sua assessoria estão, constantemente, atentos a situação. Estamos todos unidos no único propósito de que as obras do Silvio Tavares inicie o quanto antes e nossos alunos retomem às salas de aula”, prioriza a chefe.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.