Arns propõe ensino obrigatório de Espanhol

Idioma é falado em mais de 130 países, entre esses estão os países vizinhos

O Projeto de Lei 3036/2021, em tramitação no Senado Federal, quer tornar o ensino da Língua Espanhola obrigatório nas escolas de educação básica. O texto, de autoria do senador Flávio Arns (Podemos-PR), insere no currículo do ensino fundamental o idioma a partir do sexto ano, dentro do horário regular de aula. No caso do ensino médio, a escola poderá, ainda, ofertar o ensino da língua espanhola e outras línguas estrangeiras, em caráter optativo e horários alternativos.
O projeto surgiu de uma demanda dos movimentos “Fica Espanhol Brasil” e “Fica Espanhol Paraná”, que reuniram-se com o senador em agosto deste ano e apresentaram as justificativas para a implementação do ensino da língua nas escolas.
Segundo Arns, o projeto traz aos estudantes brasileiros mais uma chance de desenvolvimento pessoal e profissional. Na justificativa do projeto, o senador lembra que o idioma é falado em mais de 130 países e que o Brasil faz fronteira com países que têm o espanhol como língua oficial.
“O ensino do espanhol no Brasil assume muita relevância, principalmente na questão geopolítica, podendo gerar um estreitamento de laços de amizades e cooperação com os países vizinhos”, ressalta Arns.
O projeto deve ser discutido pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado Federal.
Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.