Vídeo: Romanelli detalha malandragem do acordo com concessionária

Na TV Assembleia sobre leniência da  

 

 

Em entrevista a TV Assembleia (vídeo acima), o deputado Romanelli (PSB) reconhece que os acordos de leniência estão previstos em lei com o objetivo de preservar as empresas e punir apenas os empresários e profissionais envolvidos em irregularidades. Destaca a importância histórica dos trabalhos desenvolvidos pela Operação Integração – fase 48 d Lava Jato, mas observa que neste caso específico da Rodonorte, ele se revela lesivo, projetando um prejuízo de aproximadamente R$ 2,8 bilhões para o Estado ao deixar de contemplar a duplicação da BR-376 – Rodovia do Café – entre Apucarana e Ponta Grossa, um trecho de mais de 80 quilômetros, congestionado e com problemas diversos, e da PR-151, entre Ponta Grossa e Jaguariaíva.

O parlamentar vê “malandragem” na aprovação.

“Para minha surpresa, ao ler o termo de leniência, verifiquei que o MPF trata isto no parágrafo 1º do artigo 7º como uma possibilidade de a Rodonorte concordar em ingressar na Justiça com ação civil pública com obrigação de fazer para discutir especificamente essa questão”, protestou, observando que foi contra os contratos de pedágio desde o início, no governo Jaime Lerner, e se recorda das inúmeras ações em que a Justiça decidiu em favor das concessionárias ao longo de mais de 20 anos, sempre com base em cláusulas contratuais.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.