Rubens Bueno vota a favor de pagar Auxílio Brasil neste ano

Deputado federal aprovou crédito especial de R$ 9,3 bilhões

O deputado federal Rubens Bueno (Cidadania-PR) ajudou a aprovar em sessão do Congresso Nacional o projeto (PLN 26/21) que abre crédito especial de R$ 9,364 bilhões para pagar ainda neste ano o programa social Auxílio Brasil (MP 1061/21), que substituiu o Bolsa Família. Os recursos serão remanejados das despesas primárias do programa anterior. O Congresso também aprovou hoje o PLN 23/21, que adapta o Plano Plurianual (PPA) em vigor (Lei 13.971/19) ao Auxílio Brasil. O texto prevê gastos de R$ 76,4 bilhões, entre 2021 e 2023, com o novo programa assistencial. 

“Com a difícil situação econômica do Brasil, que vem aumentando em milhões o número de brasileiros em situação de miséria, essa programa é fundamental para socorrer as famílias que estão passando por necessidades. Ao mesmo tempo, é urgente que o governo reformule sua política econômica para controlar a inflação galopante e incentivar a produção e a geração de empregos no país, coisa que até o momento a equipe do Planalto não conseguiu fazer”, disse Rubens Bueno.

O Auxílio Brasil iniciou os pagamentos nesta quarta-feira, dia 17, e seguirá o calendário habitual do Bolsa Família. A partir de dezembro até o fim de 2022, o governo promete um valor mínimo de R$ 400 aos beneficiários. Cerca de 15 milhões de famílias devem ser atendidas.

De acordo com o projeto aprovado pelo Congresso, R$ 9,268 bilhões vão para transferência de renda com benefícios e auxílios para as famílias. Outros R$ 93,4 milhões se destinam ao apoio de municípios por meio do Índice de Gestão Descentralizada do Programa Auxílio Brasil e R$ 2 milhões serão gastos com gestão e disseminação de informações para o público do programa

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.