Romanelli destaca estímulo à produção de energia no meio rural

Programa RenovaPR oferece subsídios aos agricultores para investir em fontes renováveis como placas solares e biomassa

O Primeiro secretário da Alep, Luiz Cláudio Romanelli (PSB) afirmou nesta quarta-feira, 1º de dezembro, que o estímulo do Estado para implantação de novos sistemas de geração de energia no meio rural é fundamental para o desenvolvimento da agricultura. Romanelli destacou a importância do programa RenovaPR, que oferece subsídios aos agricultores para investir em fontes renováveis, como placas solares e biomassa.

“Acompanho o RenovaPR e sei dos desafios que temos pela frente para fazer esta nova matriz energética ser incorporada. O estímulo do Estado é fundamental para que haja este avanço”, disse na solenidade realizada no IDR-PR, em Curitiba, em que o governador Ratinho Junior (PSD) anunciou novidades sobre o programa.

Ratinho Junior assinou decreto permitindo o uso créditos de ICMS de exportações em projetos de energia renovável. O valor deve alcançar R$ 1 bilhão nos próximos quatro anos. O outro decreto possibilita que bancos parceiros financiem equipamentos importados de energia renovável. Neste caso, o Estado banca até cinco pontos porcentuais na taxa de juros.

Segundo Romanelli, este novo impulso à geração distribuída de energia é um exemplo das inovações que o Governo do Paraná está efetivando. “O Paraná está em transformação, vivendo um ambiente que permite a atração de novos investimentos, seja no campo ou nas cidades. Os programas do governo ajudam o Estado a prosperar, crescer, distribuir renda e diminuir as desigualdades sociais”, avaliou.

O deputado também reforçou que a Assembleia Legislativa seguirá contribuindo para viabilizar as iniciativas do Executivo para impulsionar o crescimento socioeconômico do Estado e bem-estar dos paranaenses. “Temos um governador que tem tido atitudes e posturas muito corajosas. É preciso elogiar, aplaudir e reconhecer isso publicamente”, disse Romanelli. “A coragem de colocar fim nos pedágios é um exemplo disso. Tem meu apoio integral”.

Garantias – O Programa Paraná Energia Rural Renovável (RenovaPR) foi lançado neste ano para atender produtores rurais e oferece benefícios do Banco do Agricultor Paranaense. Com ele, o Estado se propõe a assumir o pagamento das taxas de juros na captação de recursos para projetos de geração, com limites de até R$ 500 mil para energia fotovoltaica e de até R$ 1,5 milhão em biodigestor.

A Fomento Paraná atua como garantidor da compensação assumida pelo Estado e os projetos são recebidos nos escritórios do Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR-Paraná), que até novembro já tinham encaminhado 1.272 propostas para os agentes financeiros. São quase R$ 100 milhões em investimentos em fontes de energia renovável e sustentável no Estado.

“Esta atividade não poderia estar em melhor lugar. O IDR reúne profissionais muito competentes, que já demonstraram na prática a capacidade de realizar verdadeiras transformações na nossa agricultura”, pontuou o deputado Romanelli, que também elogiou o trabalho do secretário estadual da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara.

Você terminou a leitura
Compartilhar essa notícia
Categorias e tags
Escrever um comentário

Últimas notícias

Alerta: Golpista usa o sobrenome de família conceituada na região
8 horas atrás

Ele se faz passar por herdeiro mas acaba fugindo quando vítima desconfia Usando o nome

Jacarezinho 27 e Santo Antônio 62
9 horas atrás

As duas cidades juntas têm 354 pacientes infectados Boletim epidemiológico sobre a situação em Santo

Pro Tork tem ótimos resultados em dois estaduais/velocross
11 horas atrás

Pilotos da maior fabricante de motopeças da América Latina disputaram etapas do Catarinense e do

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.