Roma defende ampliação de linhas de crédito para retomar economia

E cita operações realizadas em Santo Antônio da Platina e Cornélio Procópio

O deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB) defendeu nesta quarta-feira, 27, a ampliação de convênio com os municípios para oferta de novas linhas de crédito aos empreendedores paranaenses. A disponibilidade de recursos estaduais, segundo o deputado, é fundamental para o fortalecimento dos pequenos negócios, sobretudo em municípios do interior. “A vacinação permite que o Paraná aos poucos inicie o processo de retomada da economia. Precisamos de alternativas para que os empreendedores paranaenses tenham acesso a linhas de crédito e possam voltar a produzir, para aquecer a economia e vencer o desemprego”, disse.

No ano passado foram formalizados R$ 180 milhões em operações de microcrédito e da linha Fomento Recupera, recursos importantes que ajudaram o Paraná a manter a atividade econômica em muitas cidades, neste período crítico. “Os agentes de crédito que atuam nas prefeituras, junto às agências do trabalhador e nas salas do empreendedor, entre outros, atendem os empreendedores e fazem com que o recurso chegue às pequenas empresas”, explica Romanelli.

Contratos— Para esse ano, a meta da Fomento Paraná é firmar parceria com 300 municípios, capacitando os agentes de crédito e garantindo ainda mais eficiência na formalização dos contratos de operação de crédito. Atualmente, a parceria se estende a 220 municípios, que juntos liberaram no ano passado, em média, entre R$ 50 milhões a R$ 60 milhões.

“São recursos importantes que ajudam pequenos empreendedores a implantar um novo negócio, manter ou ainda ampliar aqueles já ativos. Muitos prefeitos assumiram o mandato e precisam se inteirar sobre todos os serviços disponibilizados pelo Estado. A Fomento Paraná é uma dessas parceiras, que ajudam os municípios na retomada da economia”, confirma.

Mais Recursos Romanelli cita o exemplo dos municípios de Cornélio Procópio e Santo Antônio da Platina, no Norte Pioneiro e Loanda e Querência do Norte, no Noroeste, que juntos formalizaram a contratação de 1.196 operações das linhas de crédito do Paraná Recupera e Microcrédito da Fomento Paraná, garantindo ao pequeno empreendedor recursos de cerca de R$ 8 milhões.

Em Loanda foram firmados 347 contratos, no valor médio de R$6.555,06, o que possibilitou aos microempreendedores recursos que somam R$ 2.274.606,84.

Em Cornélio Procópio foram 301 empreendedores atendidos, que tiveram acesso a R$ 1.946.085,07, uma média de R$ 6.435,40 por contrato. Santo Antônio da Platina também se destaca. Foram contratadas 228 operações de crédito, no montante de R$ 1.411.192,41. Cada empreendedor teve acesso, em média, a R$ 6.189,44.

Em Santo Antônio da Platina,  foram contratadas 228 operações de crédito chegando a R$ 1.411.192,41 , em média R$ 6.189,44.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.