Ricardo Barros foca transparência do Orçamento da União

Destinação dos recursos atende ao interesse público

O líder do Governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), explicou nesta quarta-feira, dia 13, que, pela própria natureza da dinâmica de liberação de verbas, o Orçamento da União já tem plena transparência atualmente, e a destinação dos recursos atende ao interesse público.

“Tudo está absolutamente, diretamente, ligado à prioridade do prefeito. Não tem dinheiro que saia de Brasília sem que o prefeito peça através do sistema, escreva lá o seu pedido, que será tecnicamente avaliado e que será liberado após o crivo das áreas técnicas dos ministérios e da autorização do seu empenho e pagamento. Portanto, a nossa lei orçamentária é autorizativa”, disse, durante sessão hoje do Congresso Nacional.

“Quando um prefeito vem a um gabinete parlamentar pedir uma emenda parlamentar, ele vem para pedir o que é mais relevante naquele momento para a sua cidade: o posto de saúde, o asfalto, a creche ou a escola; porque o prefeito tem uma relação com o Parlamentar e sabe que os recursos virão para o atendimento daquela necessidade, daquela máquina agrícola, daquela estrada rural, da conservação de um parque ou de uma área de proteção ambiental”, acrescentou.

Infraestrutura – Ricardo Barros louvou o presidente Jair Bolsonaro por priorizar obras de infraestrutura em todo o Brasil. “Há um empenho do Governo Bolsonaro em colocar a iniciativa privada para fazer ferrovia, estradas, portos, aeroportos. São recursos contratados que vão poder atender a população sem precisar ser do Tesouro Nacional”, observou.

O líder, em sua atuação parlamentar, sempre trabalhou pelo aprimoramento do processo orçamentário.

“Quando eu fui relator do Orçamento, de 2015 para 2016, o plano de prioridades podia incluir uma obra nova, não votada pelo Congresso, e podia eliminar uma obra votada pelo Congresso. Então, eu limitei isso a 30%. Ou aumenta 30%, o valor da obra aprovada no Congresso, ou diminui 30%, mas não se pode desaparecer com uma obra que estava no Orçamento e não se pode incluir uma obra que não estava no Orçamento, como acontecia naquele momento”, disse.

Você terminou a leitura
Compartilhar essa notícia
Categorias e tags
Escrever um comentário

Últimas notícias

Motocicleta Honda é recuperada pela Rocam platinense
8 horas atrás

Em frente de um bar em Santo Antônio da Platina Durante patrulhamento, a ROCAM(Rondas Ostensivas

Missa de 7º dia de Marquinho Funileiro
10 horas atrás

Na igreja da Paróquia Santa Filomena Será celebrada neste domingo, dia 14, às 19h30m na

Sepultados corpos dos professores (vídeos)
10 horas atrás

Mortes de sete pessoas ligadas à educação do Norte Pioneiro é notícia de repercussão nacional

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.