Guto reassume como deputado e é pré-candidato ao Senado

Parlamentar retorna às suas atividades no Poder Legislativo após três anos à frente da Casa Civil do Governo estadual

O deputado estadual Guto Silva (PSD) reassumiu nesta quinta-feira (13) seu mandato na Assembleia Legislativa do Paraná. O anúncio foi feito durante entrevista coletiva (fotos) na qual o parlamentar também tornou pública sua pré-candidatura ao Senado Federal nas eleições majoritárias deste ano. Foi no Espaço Cultural da Alep.

Ele retoma as funções legislativas após três anos à frente da Casa Civil do Governo do Estado. Com o retorno de Silva ao Poder Legislativo, o deputado Ademir Bier (PSD) deixa o cargo que ocupava desde abril do ano passado.

Depois da entrevista coletiva, o primeiro secretário da Assembleia, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB), recebeu Guto Silva em seu gabinete para desejar-lhe um bom retorno à Casa. Na ocasião, Romanelli destacou que o ex-chefe da Casa Civil desempenhou um importante papel no diálogo entre os poderes Executivo e Legislativo. “O Guto Silva foi um grande interlocutor do Governo do Estado junto à Assembleia. Coordenou muito bem as ações do Governo em diversas áreas, dinamizou a gestão da pasta e acelerou processos que resultaram em obras e investimentos por todo o Paraná”, disse.

Retorno Durante a entrevista, Guto Silva afirmou que decidiu não cumprir o prazo de desincompatibilização, previsto nas leis eleitorais, para construir novos projetos em prol do estado do Paraná e também ampliar os debates em torno da sua candidatura ao Senado.

Na Câmara Alta em Brasília, estará em disputa somente uma vaga no pleito do próximo dia dois de outubro.

O jovem político lembrou que “a reforma administrativa, os projetos previdenciários e estruturantes, a eficiência e a agilidade da gestão” do governador Carlos Massa Ratinho Junior, da qual participou o credenciam à postulação. O ritmo e a iniciativa, o programa Descomplica , inclusive na área rural, com os licenciamentos, entre outros, “foram  criando um ambiente favorável com destaque nacional”.
“Essa antecipação do retorno à Assembleia é justamente para ter mais liberdade para intensificar essa articulação da candidatura para senador. É mais confortável para mim e também para o governador. Além disso, terei mais tempo para percorrer o estado e buscar novas propostas e projetos que pretendo defender nessa trajetória”, afirmou.

Balanço O parlamentar fez um balanço dos três anos que passou como secretário-chefe da Casa Civil do Governo do Estado. Segundo Silva, a experiência no Poder Executivo foi muito rica e engrandecedora. “Encaramos momentos muito complicados. Tivemos uma pandemia global sem precedentes e uma crise hídrica. No primeiro ano de governo imprimimos um ritmo muito forte com a Assembleia para fazer algumas transformações para projetar o Paraná do futuro. Foram duas reformas administrativas, uma lei moderna de parcerias público-privadas e a construções de leis de previdência, terceirização e liberdade econômica, entre outras. Essas ações deram condições para que o Estado pudesse ultrapassar os obstáculos durante os dois últimos anos de pandemia”, explicou.

DesafiosGuto Silva ainda declarou que a partir de agora o momento é de enfrentar os desafios dentro da saúde pública, da economia e do serviço social. “Temos pela frente a batalha da saúde, com as questões da vacinação, logística e ampliação de leitos. Precisamos também encarar a área econômica. É preciso gerar mais emprego e renda para a população do Paraná, mesmo com o estado tendo mantido a economia forte durante a pandemia. Na área social os programas de auxílio aos mais vulneráveis devem continuar, uma vez que a pandemia é muito desigual”, avaliou o deputado.

Candidatura O deputado também ressaltou durante a entrevista que está muito decidido em relação à pré- candidatura ao Senado e que acredita que é necessário oferecer alternativas ao eleitor paranaense em relação à próxima vaga no Congresso.

“Estou com convicção que o Paraná precisa ter uma voz mais contundente no Senado. O Estado que manda R$ 60 bilhões para União e que tem o retorno de apenas R$ 20 bilhões precisa por o dedo em feridas históricas”, assinalou.

Ex-vereador de Pato Branco, Professor universitário, doutor em Gestão de negócios, é casado com Karina Amadori e pai de Francisco e Mariana.

Também é empresário na área de comércio exterior, rede de varejo e franquias, consultor internacional de empresas, consultor internacional do Sebrae/PR.

Como trader e consultor internacional de negócios já esteve em mais de 60 países (Ásia, África, América do Sul, América Central e do Norte, Europa e Oriente Médio) desenvolvendo canais de abastecimento e estruturação de projetos. Morou na Inglaterra, Portugal e Espanha.

É Pós-Graduado em Gestão de Recursos Humanos e tem MBA em Gestão de Negócios pela FAE Business School. Atualmente faz doutorado em Gestão de Negócios pela Universidade Nacional de Misiones/Argentina.

Na área acadêmica publicou dois livros pela editora Aduaneiras: Logística no Comércio Exterior e Gestão Global.

Em 2011 foi coordenador do CDTIS (Centro de Desenvolvimento de Inovação do Sudoeste). Foi vereador de Pato Branco em 2008, eleito deputado estadual em 2014 e reeleito em 2018.

Com a eleição de Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) ao Governo do Estado, Guto foi nomeado secretário chefe da Casa Civil em 2019.

O cenário do pleito começa a ganhar contornos decisivos no Paraná. Veja a recente entrevista exclusiva que o vice-governador Darci Piana deu aceitando ser postulante ao mesmo cargo tendo Ratinho Junior  novamente como cabeça de chapa:

https://www.npdiario.com.br/economia/exclusivo-vice-governador-aceita-concorrer-de-novo/

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.