Governo investe milhões em novas obras rodoviárias no Norte Pioneiro

Notícia da Agência Estadual de Notícias publicada no dia 5 de janeiro e “requentada” agora

Em 2020, o Governo do Estado garantiu 12 novas obras para rodovias estaduais, por meio de parceria do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Elas integram o Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná e são financiadas pelo banco.

Seis já estão com contrato assinado. Outras seis tiveram a licitação publicada e os contratos deverão ser assinados no primeiro trimestre de 2021. As 12 obras, somadas, representam um investimento de R$ 409,8 milhões.

Os seis novos contratos assinados são para a construção do Contorno Norte de Castro; do Contorno Sul de Wenceslau Braz e da ponte sobre o Rio Chopin, na PR-912, e para correção de pontos críticos nas rodovias PR-650; PR-484 e PR-562. Destas, a construção da ponte sobre o Rio Chopin já está em andamento e as outras obras devem começar no início de 2021.

As obras licitadas durante o ano e cujos contratos deverão ser assinados no início de 2021 são: pavimentação da PR-160 entre Imbaú e Reserva; duplicação da PR-323 entre Doutor Camargo e a variante do Rio Ivaí; duplicação da PR-323 no perímetro urbano de Umuarama; duplicação da PR-092, em Siqueira Campos; implementação de terceiras faixas na PR-280, na região Oeste; e correção de pontos críticos da PR-151 entre Ribeirão Claro e Carlópolis.

Além das 12 novas obras, o programa avançou no andamento das cinco que já haviam iniciado entre 2018 e 2019: pavimentação da PR-912 entre Coronel Domingos Soares e Palmas; pavimentação da PR-364, entre São Mateus do Sul e Irati; implementação do acesso ao Contorno Norte de Castro, na PR-090; duplicação da PR-323, entre Paiçandu e Doutor Camargo; e duplicação da PR-445 entre Londrina e Irerê.

 

INVESTIMENTOS – Secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, pontuou que o investimento de mais de R$ 400 milhões assegurado em 2020 significa um compromisso da administração estadual com a modernização da infraestrutura paranaense. “Empregar recursos em obras rodoviárias no presente é a garantia para atrairmos investimentos que no futuro irão gerar emprego e renda a todo Paraná”, disse.

O secretário ainda destacou a agilidade nos trâmites internos do DER/PR para garantir que esses recursos assegurados pelo BID assistam as regiões que mais precisam. “O plano de trabalho do Programa Estratégico já levou asfalto pela primeira vez a rodovias do Interior do Estado e, agora, estamos garantindo a correção de pontos críticos em importantes rodovias, a implementação de contornos e a ampliação da capacidade de trechos com maior tráfego”, completou Sandro Alex.

CONTORNOS – A obra do Contorno Norte de Castro vai fazer a ligação entre as rodovias PR-151 e PR-090 (Distrito Industrial I e II). Além da implantação dos pouco mais de 15 quilômetros do contorno, as intervenções contemplam a construção de duas obras de artes especiais: um viaduto sobre a PR-151 e uma ponte sobre o Rio Iapó, que corta a região. O investimento é de R$ 78,9 milhões e o contrato foi assinado no início de dezembro. As obras devem iniciar em janeiro, com previsão de término para novembro de 2022.

O Contorno Sul de Wenceslau Braz consiste na pavimentação de um trecho de aproximadamente três quilômetros conhecido como “desvio do casarão”, que liga as rodovias PR-092 e PR-422. O investimento é de pouco mais de R$ 9 milhões e a obra deve começar no início de 2021. O projeto prevê a implantação de uma pista simples pavimentada com acostamentos, além de duas interseções em nível nas extremidades do trecho.

PONTOS CRÍTICOS – Foram três obras para a correção de pontos críticos contratadas em 2020. Na PR-650, o trecho que passará por intervenções fica entre os municípios de Godoy Moreira e São João do Ivaí, no Noroeste do Estado. A região tem sofrido com alagamentos em períodos de chuva e as intervenções vão contemplar seis pontos da rodovia.

Entre outras melhorias, serão executadas obras de terraplanagem, drenagem superficial, alteamento (elevação de pontos da rodovia) e uma nova ponte sobre o Rio Bananeira, que corta a região. O investimento é de R$ 15,5 milhões e os trabalhos devem começar no início de 2021.

Na PR-484, a obra irá corrigir a geometria de um trecho conhecido como “curva do boi”, que fica entre o município de Boa Vista da Aparecida e o distrito de Alto Alegre do Iguaçu, na região Oeste. As intervenções estão no quilômetro 107 e consistem na alteração do traçado da pista, reduzindo o número de curvas horizontais de cinco para três, o que melhora as condições de segurança. O investimento nessa obra é de R$ 1,8 milhão e os trabalhos devem iniciar no primeiro trimestre de 2021.

Também na região Oeste foi assinado o contrato para obra de correção de pontos críticos da “Serra de São Braz”, que fica na PR-562, entre Coronel Vivida e Vista Alegre. A área está localizada entre os quilômetros 59 e 63 da rodovia. Além da redução das curvas acentuadas, está prevista a inclusão de faixas adicionais para aumentar a capacidade de tráfego e melhorar as condições de segurança da via. O custo é de R$ 5,8 milhões e a obra deve iniciar também no primeiro trimestre de 2021.

Além das três obras já contratadas, foi publicada a licitação da correção de curva na PR-151, no trecho entre Ribeirão Claro e Carlópolis. O segmento que passará por intervenções fica no quilômetro 24 da rodovia, onde deverá ser corrigida a geometria da curva e serão realizadas melhorias na interseção de acesso à Cachoeira do Espírito Santo. O valor estimado da intervenção é de R$ 4,1 milhões e este contrato deve ser assinado no próximo mês de fevereiro.

DUPLICAÇÃO – Na PR-323, um dos trechos que será duplicado vai do município de Doutor Camargo até aproximadamente um quilômetro antes da margem do Rio Ivaí. O trecho tem 6,3 quilômetros de extensão e estão previstas, além da duplicação, implementação de interseção em desnível, vias marginais, acostamentos e passeios. O investimento é de R$ 38,3 milhões e o contrato com a empresa vencedora deverá ser assinado no mês de fevereiro.

Também na PR-323, mas no perímetro urbano de Umuarama, um trecho de aproximadamente 4,4 quilômetros será duplicado. O segmento fica entre o trevo do “Gauchão” e o entroncamento com a PR-468, que dá acesso à Mariluz.

Estão previstas construções de vias marginais nos dois sentidos e duas interseções em desnível: uma em cada entroncamento do trecho. Esta licitação foi publicada no último mês de novembro e o contrato deve ser assinado no primeiro trimestre de 2021. O investimento é de R$ 81,7 milhões.

Na PR-092 o trecho a ser duplicado fica no perímetro urbano de Siqueira Campos, na região Norte, entre os quilômetros 279 e 283 da rodovia. O projeto também prevê a implementação de vias marginais e de interseções para acesso às PRs-424 e 272 e ao bairro Saltinho, em Siqueira Campos. O contrato com a vencedora da licitação deve ser assinado no mês de fevereiro e o investimento na obra é de R$ 39,7 milhões.

TERCEIRAS FAIXAS – Entre as publicações de licitação de 2020, está a para execução de obras de ampliação de capacidade da PRC-280, a partir da implantação de terceiras faixas no trecho que vai da divisa do Paraná com Santa Catarina até o município de Marmeleiro.

O trecho tem 130,5 quilômetros de extensão e, além da ampliação da capacidade, estão previstas melhorias na sinalização. O valor estimado das intervenções é de R$ 28 milhões, dos quais cerca de R$ 2,8 milhões serão financiados pelo BID. O contrato deve ser assinado no primeiro trimestre de 2021.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Categorias e tags

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.