“Fomento Paraná” em Santo Antônio

Caravana de crédito nesta quinta-feira (28) a partir das 19 horas na ACESAP

A Fomento Paraná estará na ACESAP (Associação Comercial e Empresarial de Santo Antônio da Platina) com a Caravana Fomento Verão  para oferecer uma oportunidade aos empreendedores locais que desejam obter crédito para investimento em seus negócios. Todos os empresários podem participar, independente da área de atuação, pois há linhas disponíveis para todos os setores da economia.

Bernardo Trinchero, Analista de Desenvolvimento da Gerência de Mercado da Fomento Paraná está na cidade e explicou ao Npdiario que não é só para o setor turístico.
“Nossas linhas são para todos os segmentos: indústria, comércio e serviços”.

A Fomento Paraná iniciou semana passada a Caravana de Crédito, dando novo gás a uma ação já realizada em 2020, destinada a percorrer municípios que têm potencial turístico. A ideia é oferecer uma oportunidade aos empreendedores de obter crédito para se preparar para atender veranistas na temporada 2021/2022.

Agenda no Norte Pioneiro:

Carlópolis foi atendida, na terça-feira, 26.

Na tarde desta quarta-feira, dia 27, em Santo Antônio da Platina, das 9h às 17h, na prefeitura – Av. Oliveira Motta, 1110(foto) ; e a partir das 19 horas nesta quinta-feira, dia 28, na Associação Comercial (ACESAP) – Rua Rio Branco, 510 – Centro.

Ribeirão Claro, 28 de outubro (quinta), das 9h às 17h, na Agência do Trabalhador – Rua Xavier Da Silva, 908 – Centro, e depois à noite em Santo Antônio da Platina.

“Os empreendimentos voltados ao turismo foram os mais afetados pela pandemia de Covid-19 e este é um setor com capacidade para gerar muitos empregos e divisas. A determinação do governador Carlos Massa Ratinho Junior é apoiar esses empreendimentos, especialmente as micro e pequenas empresas, para que possam oferecer uma condição melhor no atendimento e faturar mais no verão”, explica o diretor-presidente da Fomento Paraná, Heraldo Neves.

Em cada município a ação será realizada em parceria com agentes de crédito e correspondentes locais em espaços compartilhados com a prefeitura ou com associações comerciais.

As condições oferecidas pela instituição estão entre as melhores do mercado em termos de prazos para pagamento e taxas de juros. Para os pequenos negócios, com faturamento anual de até R$ 360 mil, o ideal é o microcrédito, que tem taxas a partir de 0,45% ao mês, pelo Banco da Mulher Paranaense, e 0,60% ao mês, pelo Banco do Empreendedor.

Para empreendimentos formalizados o limite é de R$ 20 mil e o prazo de até 36 meses para pagamento, com opção de garantia por meio de fundos de aval. Os recursos do microcrédito podem ser usados para capital de giro, manutenção do negócio, reforço dos estoques, obras ou compra de máquinas e equipamentos.

Para aqueles que faturam acima de R$ 360 mil ao ano, até R$ 4,8 milhões, há uma série de outras linhas de crédito que permitem financiar desde pequenas reformas e compra de maquinário até projetos de inovação ou que envolvam a implantação de energias renováveis, além, é claro, de capital de giro, para recomposição de estoques e manutenção de negócios.

As operações para capital de giro puro são limitadas a R$ 500 mil e para investimento fixo, como obras ou equipamentos, até R$ 2 milhões(Fotos: José Fernando Ogura/AEN).

 

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.