Discriminação continua: PR recebe menos doses de vacinas que o RS

“É inaceitável e inexplicável e estamos cobrando do Ministério da Saúde e do Governo Federal” 

 

 

O deputado Luiz Claudio Romanelli (foto) afirmou nesta quinta-feira (25) que o Paraná “está sendo discriminado mais uma vez pelo Ministério da Saúde”. Romanelli denunciou que, no novo lote de vacinas encaminhado nesta semana, o Paraná recebeu 167,3 mil doses, enquanto que 219,2 mil doses dos imunizantes foram encaminhadas ao Rio Grande do Sul. “Isso é inaceitável e inexplicável. Temos uma população maior que o Rio Grande do Sul e estamos recebendo 51,9 mil doses a menos. Queremos um tratamento igualitário e vamos continuar a cobrar explicações e ações do Ministério da Saúde e do Governo Federal”, disse. Das 167,3 mil doses encaminhadas ao Paraná, 102,5 mil são da Oxford/AstraZeneca e 64,8 mil doses da CoronaVac.

Já para o Rio Grande do Sul foram 135 mil da Oxford/AstraZeneca e 84,2 mil doses da CoronaVac, totalizando 219,2 mil doses. Segundo dados do IBGE, o Paraná possui 11.516.840 habitantes e o Rio Grande do Sul tem 11.422.973.

NOVA COBRANÇA Romanelli lembra que fez cobrança semelhante ao Ministério em janeiro e no início de fevereiro e até o momento não houve resposta.

Naquela época houve uma diferença de mais de 120 mil vacinas a menos para o Paraná. “Além de explicações, queremos que o Ministério entregue ao Paraná as doses que deixaram de ser repassadas.

Nós temos que receber essa diferença. São milhares de paranaenses que deixaram de ser vacinados porque o Ministério não entregou proporcionalmente a nossa população”, reforçou.

Você terminou a leitura, navegue pelas nossas notícias a seguir

Categorias e tags

Compartilhar essa notícia

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Share on email
Share on whatsapp

Siga-nos

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.