Discriminação continua: PR recebe menos doses de vacinas que o RS

“É inaceitável e inexplicável e estamos cobrando do Ministério da Saúde e do Governo Federal” 

 

 

O deputado Luiz Claudio Romanelli (foto) afirmou nesta quinta-feira (25) que o Paraná “está sendo discriminado mais uma vez pelo Ministério da Saúde”. Romanelli denunciou que, no novo lote de vacinas encaminhado nesta semana, o Paraná recebeu 167,3 mil doses, enquanto que 219,2 mil doses dos imunizantes foram encaminhadas ao Rio Grande do Sul. “Isso é inaceitável e inexplicável. Temos uma população maior que o Rio Grande do Sul e estamos recebendo 51,9 mil doses a menos. Queremos um tratamento igualitário e vamos continuar a cobrar explicações e ações do Ministério da Saúde e do Governo Federal”, disse. Das 167,3 mil doses encaminhadas ao Paraná, 102,5 mil são da Oxford/AstraZeneca e 64,8 mil doses da CoronaVac.

Já para o Rio Grande do Sul foram 135 mil da Oxford/AstraZeneca e 84,2 mil doses da CoronaVac, totalizando 219,2 mil doses. Segundo dados do IBGE, o Paraná possui 11.516.840 habitantes e o Rio Grande do Sul tem 11.422.973.

NOVA COBRANÇA Romanelli lembra que fez cobrança semelhante ao Ministério em janeiro e no início de fevereiro e até o momento não houve resposta.

Naquela época houve uma diferença de mais de 120 mil vacinas a menos para o Paraná. “Além de explicações, queremos que o Ministério entregue ao Paraná as doses que deixaram de ser repassadas.

Nós temos que receber essa diferença. São milhares de paranaenses que deixaram de ser vacinados porque o Ministério não entregou proporcionalmente a nossa população”, reforçou.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.