Debate sobre implantação da tecnologia 5G

Romanelli (PSB) e Tião Medeiros (PTB) propõem audiência pública no dia 27

Os deputados Luiz Claudio Romanelli (PSB) e Tião Medeiros (PTB) apresentarão na próxima segunda-feira, 13, requerimento propondo uma audiência pública para debater a implantação da tecnologia 5G no Paraná. Pela proposta, a audiência será no dia 27, a partir das 9h30, por videoconferência, com transmissão pelo youtube e demais meios disponíveis na Assembleia Legislativa.

“A tecnologia 5G é uma evolução sem precedentes nas conexões de internet e precisamos discutir o impacto disso, tanto social quanto econômico, no nosso Estado”, afirma Romanelli.

De acordo com o Ministério das Comunicações, o modelo de concessão não será de “venda” das frequências e sim pela cobrança de um plano de investimentos de 20 anos por parte das operadoras. “Em razão disso, entendemos que é fundamental iniciar este diálogo e construir consensos para que o Paraná possa apresentar suas demandas em relação à nova tecnologia de forma estruturada”, explica o Primeiro secretário da Alep.

“Dada a importância da tecnologia 5G para o Paraná, que agora poderá ampliar seu potencial competitivo no mundo, é que se faz necessária a discussão do tema com a sociedade civil organizada”, apontam os deputados no requerimento. O documento reforça que, além da chamada “internet das coisas”, a futura rede deve conectar escolas da rede pública por meio de fibra óptica.

Tecnologia – A internet móvel 5G chegará até as antenas por uma rede de fibra óptica e terá conexão até 100 vezes mais veloz que a 4G, conforme prevê o Ministério das Comunicações. Entre as obrigações previstas no edital estão a ampliação da conectividade em regiões onde atualmente o sinal de internet é ruim ou não chega.

O governo também quer garantir internet de alta velocidade em 72 mil escolas públicas urbanas de todo o País e assegurar que haja conexão 4G em sete mil escolas rurais existentes no Brasil. Outra demanda é implantar internet de qualidade nos 48 mil quilômetros de rodovias federais.

Internet das coisas – A tecnologia 5G é a nova geração de internet móvel e permitirá ampliar a transmissão de dados. A promessa é que ela trará mais velocidade para baixar e enviar arquivos, reduzirá o tempo de resposta entre diferentes dispositivos e tornará as conexões mais estáveis.

Essa evolução da rede também vai reforçar a chamada “internet das coisas”, ao permitir conectar à internet muitos objetos ao mesmo tempo: celular, carro, máquinas, semáforos, relógio, entre outros.

A rede já começou a funcionar em países como Alemanha, China, EUA e Japão. No Brasil, o governo federal prepara atualmente o leilão das frequências. O edital da licitação já recebeu aval do TCU (Tribunal de Contas da União).

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.