Cornélio Procópio cadastra para Condomínio do Idoso

Obra atenderá pessoas com mais de 60 anos, com renda mensal de até seis salários mínimos e que não tenham casa própria

O prefeito Amin Hannouche (PSD) adiantou nesta quarta-feira, 20, ao deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) o início do cadastramento aos interessados em morar no Condomínio do Idoso em Cornélio Procópio. O cadastro pode ser feito na Secretaria Municipal de Promoção Social (rua Goiás, 282 – ao lado da praça Botafogo).

“O que era um sonho, virou realidade! Eu e o prefeito Amin Hannouche lutamos muito por essa obra, que vai atender pessoas a partir de 60 anos, com renda mensal de um a seis salários mínimos e que não tenham casa própria”, disse o deputado.

O Condomínio do Idoso está em construção atrás do conjunto João Rocha e terá 40 moradias. O espaço contará amplas áreas de convivência, onde os moradores terão acesso a práticas de lazer, atendimentos à saúde e assistência social, além de atividades físicas e sociais.

“As pessoas que contribuíram com trabalho e esforço para construir Cornélio Procópio merecem essa atenção e cuidado. Com essa obra, queremos promover aos idosos uma vida com mais conforto, dignidade, segurança, cidadania e acessibilidade, com o incentivo à participação em atividades que permitam uma melhor integração e convivência social entre eles”, reforça o prefeito.

O Condomínio do Idoso será no formato horizontal e está sendo construído pela Cohapar, por meio do programa “Viver Mais Paraná”, numa parceria entre a prefeitura e o Governo do Paraná.

Aluguel social — A prefeitura doou o terreno para a construção do condomínio e também manterá um programa de atendimento aos moradores, que terão um valor simbólico para pagar, de apenas 15% do salário mínimo ao mês.

“É uma espécie de ‘aluguel social’. Mas todos vão receber atendimento com profissionais que os acompanharão periodicamente. Entre eles, um médico, que fará o atendimento semanal”, explica o prefeito.

A equipe de profissionais também terá um assistente social e um educador físico no mínimo uma vez por semana e um técnico de enfermagem ou enfermeiro, que prestará atendimento no mínimo três vezes por semana.

“A parceria entre o Estado e a Prefeitura vai permitir que os moradores tenham uma vida mais saudável, com acompanhamento médico e acesso a atividades que vão garantir a longevidade de cada um deles”, afirma o deputado Romanelli.

A previsão é de que as obras terminem ainda no primeiro semestre de 2022, quando as 40 moradias serão entregues aos beneficiários do programa.

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.