Confirmado início do condomínio do idoso em Cornélio Procópio

São 40 casas que garantem dignidade às pessoas de baixa renda 

O deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB) e o prefeito Amin Hannouche (PSD) confirmaram nesta quinta-feira, 21, o início das obras do Condomínio do Idoso em Cornélio Procópio. São 40 casas que garantem, segundo Romanelli, às pessoas de baixa renda e já com idade, moradia digna com toda a infraestrutura necessária “para abrigar aqueles que contribuíram durante toda a vida para o desenvolvimento da cidade”.

“A Cohapar constrói condomínios para atender exclusivamente aos idosos e garantir mais qualidade de vida, num espaço onde podem compartilhar experiência e viver com dignidade”, completa.
Romanelli observa que o programa Viver Mais Paraná, lançado pelo governador Ratinho Júnior em agosto de 2019, é o maior programa habitacional do Brasil voltado à terceira idade. O deputado acrescenta que a iniciativa é inovadora no país.

Estrutura – “Com esse programa, o Estado dá dignidade àqueles que tanto contribuíram com o desenvolvimento do Paraná e a possibilidade de morar bem e ser feliz em um ambiente saudável e acolhedor”, avalia o deputado.

Cada condomínio tem infraestrutura de saúde, assistência social e de lazer.  A cessão do imóvel é feita por meio de aluguel social. As moradias são adaptadas e o local conta também com praça de convivência, biblioteca, sala de informática, academia ao ar livre, horta comunitária, salão de festas e piscina para hidroginástica.

Depois anos de trabalho, idosos vivem abandonados; vamos fazer com que essas pessoas voltem a ter a alegria de viver, morando em um espaço onde terão respeito

Amin Hannouche afirma destacou o empenho de Romanelli e da equipe técnica da prefeitura, que fez a doação do terreno à Cohapar. “A prefeitura ficará responsável pela manutenção do condomínio e disponibilizará todos os serviços básicos de saúde e assistência social”.

Critérios — A seleção dos moradores observa a idade (mais de 60 anos) e renda de um a seis salários mínimos. Os selecionados poderão residir nas casas por tempo indeterminado, sozinhos ou em casais, com o pagamento de uma contrapartida mensal de 15% de um salário-mínimo, o que equivale atualmente a R$ 165,00.

Romanelli acrescenta que o programa Viver Mais Paraná prevê também a construção de unidades habitacionais com condições facilitadas de financiamento para pessoas com renda de até seis salários mínimos, além de moradias totalmente subsidiadas para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

A previsão é de que o espaço seja entregue ainda este ano. “Depois de muitos anos de trabalho, muitos idosos vivem abandonados, algumas vezes em situação precária. Em breve, vamos fazer com que essas pessoas voltem a ter a alegria de viver, morando em um espaço onde terão dignidade e respeito”, disse Romanelli.

Você terminou a leitura
Compartilhar essa notícia
Escrever um comentário

Últimas notícias

Casa pega fogo e Defesa Civil apaga (vídeo)
11 horas atrás

Não houve vítimas mas a residência foi bastante atingida Os agentes Rafael e Alex, da

Colisão Celta e moto fere jovem (vídeos)
11 horas atrás

No final da tarde desta quarta-feira em Santo Antônio da Platina https://youtu.be/yxJG_YBdyx0   Acidente no

Unopar da região parabeniza todos assistentes sociais
17 horas atrás

Realizada palestra em comemoração Em comemoração ao Dia do Assistente Social, a Unopar de Santo

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.