Prefeituras estão cancelando Carnaval de 2022

Não podemos correr o risco que passamos em 2020, quando ignoramos os alertas e sinais do que estava vindo a segunda, diz a entidade

A Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) apoia as prefeituras que estão decidindo pelo cancelamento das atividades oficiais do Carnaval de 2022. No Paraná, municípios onde a festa é tradicional decidiram pela não realização devido ao avanço da variante ômicron na África e na Europa. A preocupação é manter os cuidados contra o coronavírus (covid-19).“Apoiamos estas decisões dos municípios, especialmente os locais que são destinos turísticos. É a melhor medida neste momento”, ressaltou Fábio Aguayo, presidente da entidade. “Precisamos ter o Passaporte Sanitário, como está ocorrendo na maioria dos países. Não podemos ir contra todos”, destacou.Na avaliação do presidente da Abrabar, é importante que os eventos sejam realizados em locais onde é possível manter um controle de acesso, com protocolos sanitários. “Na rua não vai ter nada, e quem perde somos nós, a sociedade. Esta semana, já tivemos a chegada de seis pessoas que passaram pela África e testaram positivo”, disse.Sem festaEntre os destinos turísticos que já anunciaram o cancelamento da tradicional desta, programada de 25 de fevereiro a 2 de março de 2022, estão Foz do Iguaçu, Antonina e Paranaguá, no Paraná. As capitais Salvador (BA), Recife (PE) e Olinda (PE) também seguiram esta linha.Em Minas Gerais, 32 cidades anunciaram que não irão promover a folia, em São Paulo, 77 cidades até agora tomaram a mesma decisão. O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, adiantou também que “se não tiver condições, não vai ter (o carnaval de 2022)”.Prevenção“Nossa precaução é para evitar o que está ocorrendo na Europa, com fechamentos, restrições e lockdowns pela nova onda da covid, com destaque na Alemanha, Portugal, Itália, e outros países, onde os índices de vacinação é muito baixo. Nos Estados Unidos, a resistência à vacina virou um drama. O Carnaval só para vacinados com o esquema completo, pode ser o combustível que falta para estas pessoas tomarem a decisão e aderir ao esquema de imunização coletiva, acredita Aguayo. “Não podemos correr o risco que passamos em 2020, quando ignoramos os alertas e sinais do que estava vindo a segunda”.“Sabemos que os dólares e euros são importantes para nossa economia, mas é preciso ter menos ganância e mais prudência neste novo momento da doença”, completou o presidente da Abrabar.Foto legenda (carnaval de Antonina)Tradicional carnaval de Antonina não será realizado em 2022 devido aos riscos do coronavírusFoto: Arquivo/busaocuritiba.com

Você terminou a leitura
Compartilhar essa notícia
Escrever um comentário

Últimas notícias

Super Fecha Mês só na “Impacto Prime”
44 minutos atrás

Centro automotivo com promoção imbatível Super Fecha Mês na Impacto Prime de Santo Antônio da

Baile de Formatura de administração sábado
1 hora atrás

Evento ocorrerá no próximo sábado (28) É com grande expectativa, que os formandos de Administração

Molini’s promove Festival do Milho
3 horas atrás

Até o próximo domingo em todas as unidades do grupo  

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.