Luciano Reis lança livro sobre medicina

Obra relata esforço dos profissionais de Santo Antônio da Platina

O deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB) participou nesta sexta-feira, 20, do lançamento do livro “Medicina Platinense no Século XX” do médico Luciano Dias de Oliveira Reis, parte das comemorações dos 107 anos de emancipação político-administrativa de Santo Antônio da Platina.
O evento na Câmara Municipal contou com a presença de dezenas de pessoas, entre médicos e lideranças. O livro traz o trabalho dos médicos pioneiros que ajudaram a transformar a cidade no polo regional de saúde, com profissionais das mais diversas especialidades.
“É um livro que narra não apenas a história de Santo Antônio da Platina, mas do próprio hospital Nossa Senhora da Saúde. São 78 anos do hospital e 107 da cidade, que é um dos principais centros de especialidades médicas do Norte Pioneiro”, observou o Primeiro secretário da Alep(Assembleia Legislativa do Paraná).

O cirurgião é platinense formado em Medicina pela Universidade Católica do Paraná em 1977.
Casado com Ieda, tem três filhas, um filho, além de netos. Foi diretor clínico do Hospital Nossa Senhora da Saúde várias vezes.
Fez Residência em cirurgia na Leeds General Infirmary, na Inglaterra entre 1978 e 1981.

Recebeu o título de Cidadão Emérito do CBC (Colégio Brasileiro de Cirurgiões/Capítulo Paraná), em cerimônia  na Associação Médica do Paraná, em Curitiba. Foi presidente da câmara de vereadores de Santo Antônio da Platina.
O pai foi prefeito, e também médico, assim como os dois irmãos, Marciano e Adriano.

O livro está no hospital para ser vendido com toda a renda revertida para a própria unidade de saúde.

Pioneirismo A família dos pais do médico Luciano Dias dos Reis chegou em 1905 em Santo Antônio da Platina. O município tinha apenas nove anos de fundação e muitas áreas ainda precisavam ser desenvolvidas. Com muito trabalho e esforço, o pai do autor do livro, Alício Dias dos Reis, conseguiu se formar em medicina.
Desde 1952, atuou na área da saúde e é o primeiro médico platinense a exercer a profissão na cidade. Faleceu em maio de 1982, com apenas 59 anos, vítima de acidente de carro. Foi eleito prefeito três vezes (1959, 1968 e 1976) e vereador por dois mandatos – em duas eleições, o mais votado. Neste ano, o pioneiro completaria 100 anos. Para marcar a data, Luciano Reis, o autor do livro, decidiu lançar a obra em homenagem ao pai. A ideia surgiu no ano passado, depois que o médico platinense acordou de um sonho.
“Eu sonhei com o meu pai e, quando acordei, pensei: ele iria completar 100 anos. Aí decidi escrever um livro para contar a história dele”, revela. No livro, Luciano descreve a juventude do pai em Santo Antônio da Platina, o esforço para se formar em medicina e depois, já graduado e em plena atividade profissional, a luta para construção e instalação do Hospital Nossa Senhora da Saúde, que foi inaugurado em 6 de julho de 1943. À época, o interventor Manoel Ribas foi a principal autoridade presente à inauguração.
“Quando comecei a escrever a história do meu pai e da criação do hospital, percebi que daria um livro. Foi aí que surgiu essa obra, intitulada de Medicina Platinense no Século XX”, explica Luciano Dias. A primeira edição do livro teve 800 exemplares.
Lançamento Inicialmente, a proposta era fazer o lançamento do livro no aniversário do Hospital Nossa Senhora da Saúde (foto abaixo). Mas, com os números de casos da Covid-19 altos, houve a necessidade de adiamento da data. Agora, em comemoração aos 107 anos de Santo Antônio da Platina e com a pandemia caminhando para o controle, o médico decidiu lançar a obra. A solenidade, no entanto, foi restrita a profissionais da área médica e lideranças políticas que contribuíram para a manutenção do hospital.
“É uma honra e uma alegria fazer parte dessa história. Mas, saúde é uma prioridade e sempre vou lutar para que o Norte Pioneiro e o Paraná recebam os investimentos necessários para atender com qualidade e eficiência a toda a população. E, claro, sempre incluindo o Hospital Nossa Senhora da Saúde no orçamento do Estado, para ajudar na manutenção e administração”, assume. Luciano Dias dos Reis comemorou aniversário essa semana e o lançamento do livro também marca essa data.
“Sempre festejei meu aniversário com os amigos. Mas nesse ano, por causa da pandemia, não teve comemoração. O lançamento do livro também festeja minha idade nova”, confirma. A Unimed adquiriu 200 exemplares para distribuir aos médicos cooperados. Outros foram distribuídos a pessoas citadas no livro. No lançamento, alguns exemplares foram distribuídos gratuitamente. “Quem participou foi convidado a doar qualquer valor para o hospital, em troca de um exemplar. Toda a renda tem destino certo”, avisa. O destino é o caixa do Hospital Nossa Senhora da Saúde. “Não sou escritor, sou cirurgião. Não quero um centavo desse livro”.

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.