Projeto sobre diversidade em Andirá

 _x000D_
_x000D_
Trabalhos desenvolvidos com os alunos da Escola Municipal Santa Inês, chama atenção pelo forte teor de conscientização social e instiga alunos a refletirem sobre igualdade_x000D_
_x000D_
A Escola Municipal Santa Inês, em Andirá, promoveu esta semana uma apresentação do projeto “A Cor da Diversidade”, desenvolvido pelos professores e alunos de todas as séries da instituição. Os debates e ações pedagógicas seguem os norteamentos do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC)._x000D_
As crianças vestiram-se com trajes típicos de várias regiões do mundo: Árabes, japoneses, chineses, Israelenses e etc. Alguns convidados, descendentes destas nacionalidades, estiveram na escola para falar um pouco sobre a cultura. Houve, também, uma bonita homenagem ao povo da Palestina. Os pais e professores ficaram orgulhosos._x000D_
Para a diretora da escola, Denise Andreoti, os trabalhos serviram para destacar que somos todos iguais . “A gente viu tudo o que aconteceu na França, tudo o que está acontencendo no mundo e isso é muito triste. Nós somos todos irmãos. Somos todos iguais. Quando vemos as flores do campo, elas são diferentes, mas cada uma tem a sua beleza. Então temos que respeitar a diferença”, destacou ela, agradecendo a participação dos pais e convidados. Já a pedagoga, Denise Nicoletti – que estava vestida com trajes árabes – lembrou de pioneiros, de outras nacionalidades, que vieram ajudar a construir a história de Andirá. Ela também destacou que é preciso distinguir o muçulmano dos terroristas que estão assolando muitas regiões do mundo. “O que nós trabalhamos neste momento é a intolerância. Passamos sobre a situação dos palestinos, explicando que é um pequeno grupo que está fazendo toda esta desordem no mundo. Mas é importante que a gente passe para as crianças desde cedo que estas culturas são bonitas, que têm Deus em primeiro plano na vida e que todo mundo é igual”._x000D_
Os alunos também produziram vários trabalhos artesanais e desenhos que ficaram expostos para que os pais e convidados apreciassem. Pioneiros japoneses de Andirá também falaram sobre a cultura do Japão, o respeito ao próximo e ensinaram a produção de origamis. As professoras Zilda Ferrari e Marissol Félix, coordenadoras do Pnaic e re-presentes da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, também estiveram presentes, prestigiando o evento._x000D_
_x000D_

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Categorias e tags

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.