Efeito Sérgio Moro provoca polêmica

Sem estar filiado ou anunciar candidatura o ex-juiz já tem perto de dois dígitos nas pesquisas de intenções de voto

O movimento encampado por grupos de Lavajatistas, Cidadão Democrático de Direito, Vem Pra Rua, Brasil Consciente, Curitiba Contra Corrupção e outros da sociedade civil e, especialmente de empresários e médicos de todo país, para convencer o ex-juiz Sergio Moro a disputar à presidência da República, fez acender a luz amarela dos demais pretendentes ao cargo em 2022.

Nesta terça-feira (20), uma união improvável ganhou destaque na imprensa nacional: Lula e Bolsonaro partiram ao ataque. “A terceira via é uma invenção dos partidos que não têm candidato”, disparou o ex-presidente ao portal O Antagonista. “Falam em polarização… O que tem de um lado é democracia e do outro é fascismo. Quem está sem chance usa de desculpa a tal da terceira via”.

O presidente Jair Bolsonaro reagiu imediatamente: “Não existe terceira via. O povo não gosta. É xilocaína ou vaselina. O Brasil está polarizado: eu e o ex-presidiário”. O pavor de ambos, de acordo com o portal, é que, “por algum motivo, o povo se recuse a aceitar a necessidade de escolher entre um criminoso e outro”.
As reações de ambos contra a terceira via deve-se ao “Efeito Sérgio Moro”, segundo o empresário Fábio Aguayo, um dos líderes do movimento. “Em todas as pesquisas internas de partidos e instituições financeiras e de estatísticas, está crescendo organicamente”.
“Vale lembrar que, mesmo sem estar filiado ou assumir a candidatura, esta próximo a 2 dígitos ou já ultrapassou!”, completou Aguayo. O senador Oriovisto Guimarães (PODE) afirmou à Folha de Londrina que existe um vácuo no Centro.
Temor a terceira via – Já o Senador Alvaro Dias (PODE), afirma que o bolsolulismo teme a terceira via especialmente Sergio Moro. Ele é um dos maiores entusiastas da candidatura de Moro, inclusive fez convite oficial para ingressar ao partido, fato que aguarda ate novembro, quando dará a resposta oficial.
O ex-juiz esteve no Brasil e se reuniu, na última semana em Brasília (DF), com a presidente nacional da legenda, Renata Abreu. O Podemos, além de Álvaro Dias e Oriovisto Guimarães, abriga o terceiro senador do Paraná, Flávio Arns (Texto: Ronildo Pimentel/Foto: Isaac Amorim).

 

Você terminou a leitura

Compartilhar essa notícia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Categorias e tags

Escrever um comentário

Pesquisar

Digite abaixo o que deseja encontrar e clique em pesquisar.